Sim, jogar poker pode ser uma profissão

Uma atividade que exige habilidade, conhecimento e muito esforço

Para entender por que o poker pode ser considerado uma profissão para várias pessoas ou pelo menos uma fonte de ingressos, é importante ter em conta o que torna o jogar poker uma atividade mais profissional.

Para que um jogo seja uma profissão, ele deve ter dois componentes básicos: é necessário poder ganhar e deve ter como característica a habilidade do jogador, isto determina que o sujeito sabe que pode modificar os resultados no longo prazo a seu favor.

Podemos entender como influenciar os resultados no poker a partir não da intenção de ganhar, mas a pensarmos na possibilidade de perder. É possível perder intencionalmente em um jogo de poker? Sim, é. Seria possível perder intencionalmente, por exemplo, num jogo de loteria, de roleta, de craps? Não seria. Essa forma de compreender a situação nos dará a ideia de que a habilidade de um jogador sim pode fazer a diferença.

Em jogos de azar os participantes não podem controlar ou influenciar os resultados, como é o caso de loteria, onde independentemente de suas intenções, as chances de perder ou ganhar são as mesmas. Poderá haver aquelas pessoas que são mais supersticiosas e que acham que jogos que dependem do azar podem ser influenciados, mas para ganhar um campeonato de poker, ou obter rentabilidade no longo, é preciso muito mais do que sorte. Numa máquina caça-níqueis, não importa quantas vezes você puxar a alavanca, pois as chances serão as mesmas. E é neste aspecto que o poker é diferente. Suas ações podem influenciar o resultado de uma mão, e podem influenciar para melhor ou para pior se forem várias mãos. A habilidade e a estratégia são factores determinantes para um jogador de poker.

 

De onde vêm os grandes jogadores de poker?

Bom, os jogadores de poker vêm de todos os setores e atividades da vida. São pessoas que gostavam do poker e descobriram que possuíam a habilidade para ir por mais do simplesmente se entreter.

Felipe Mojave, um dos melhores do mundo, trocou as finanças pelo baralho e agora passa até 18 horas jogando.

Antes de ficar apaixonado pelo poker, Felipe Mojave (São Paulo, 34 anos) trablhou nos mercados financeiros no Brasil. Tinha uma brilhante carreira como corredor de uma corporação com sede Nos Estados Unidos. Com 21 anos de idade, antes de se formar em Administração de Empresas e Marketing, se tornou o gerente mais jovem da história da entidade. Pero las cartas se cruzaron en su camino. Seu chefe na companhia o convidou a uma partida de poker em sua casa, e ele ganhou. Desde então, o poker online passou de ser uma afeição a uma dedicação profissional que o levou a jogar pela equipa de PokerStars, a maior companhia de poker online do mundo, e se transformar no número 25 do mundo.

Hoje é possível treinar poker online em casas como Betano, Betway, Nossa Aposta, Esc online, Bet.pt, Mosh.pt, Bacana Play, Luckia, Solverde.pt, dentre outras.