Ribeirão FC quer crescer de forma sustentada

Ribeirão FC quer crescer de forma sustentada

O Ribeirão Futebol Clube 1968 é, cada vez mais, um clube de desporto e não só de futebol, porque além do futebol feminino e masculino tem também basquetebol.

A direção, presidida por Paulo Figueiredo, quer que o clube sirva toda a gente e que a população (nomeadamente os ribeirenses) também se interesse pela coletividade que há dois anos renasceu das cinzas, depois do colapso do GD Ribeirão.

Paulo Figueiredo, José Miranda, António Costa e André Azevedo fundaram, a 14 de agosto de 2015, o Ribeirão Futebol Clube 1968. Atualmente, tem 250 atletas e 13 equipas de futebol. A equipa sénior ocupa o segundo lugar da série B da divisão de honra da Associação de Futebol de Braga, com menos um ponto que Berço mas também menos um jogo. «Temos um grupo muito unido, como uma família, que pode fazer a diferença. Vamos para todos os jogos para ganhar», adiantou o presidente da direção, Paulo Figueiredo, em entrevista ao Cidade Hoje.

Esta direção está convicta de que é muito importante dar condições às equipas para elas poderem prosseguir os seus objetivos. Em dois anos e meio conseguiram a requalificação do campo de treinos, um novo sintético, iluminação, renovação da sede social e do bar, e compraram duas carrinhas. Mas ainda faltam mais condições. Paulo Figueiredo diz que o campo do Passal, onde jogam todos os domingos, precisa de manutenção e de uma melhor iluminação para os seniores treinarem à noite. No campo de treinos precisam de balneários para as jovens.

O clube precisa ainda de um espaço fechado para as equipas de basquetebol e tem pensado no pavilhão Moinhos de Vento, que está a ser gerido pela Associação Recreativa e Cultural de Ribeirão, que não o utiliza com frequência.

O presidente da direção enaltece que o segredo deste Ribeirão Futebol Clube 1968 têm sido as pessoas e pede que os ribeirenses continuem com o clube e, se possível, que compareçam mais, assistam aos jogos e ajudem o clube a crescer.

Leia a entrevista na íntegra na edição impressa do Jornal CIDADE HOJE.

Most Popular Topics

Editor Picks