Reabilitação da ponte de Fão avança no próximo ano

A Infraestrutura de Portugal prevê lançar no início de 2022 o concurso para a reabilitação da Ponte do Fão sobre o Rio Cávado. Trata-se de uma empreitada com um investimento de 2,5 milhões de euros e um prazo de execução de um ano.

A reabilitação da Ponte do Fão sobre o estuário do Rio Cávado tem como principal objetivo a reparação e aplicação de uma nova proteção superficial em toda a estrutura metálica do tabuleiro, que incluirá também a substituição de numerosos rebites e parafusos e de algumas chapas, e a aplicação de um novo sistema de pintura. Para além desta atividade também será protegida a superfície imersa dos pilares e serão também reparadas outras anomalias existentes na ponte e nas estruturas de acesso, com o alteamento do guarda-corpos metálico do passeio e substituição das guardas de segurança.

A Ponte do Fão faz a travessia sobre o rio Cávado, fazendo a ligação entre Esposende, na margem direita, e Fão, na margem esquerda. Esta ponte foi construída nos finais do século XIX (1888-1891), sendo um projecto do Eng. Abel Maria da Costa.

Trofa capacita escolas e espaços públicos com rede WIFI

O município da Trofa dá por concluído o processo de capacitação por rede wireless nas escolas e espaços públicos do concelho. Ao todo, a autarquia investiu mais de 50 mil euros nesta medida, que envolveu a dotação de 17 escolas básicas com rede WiFi e integrou a comparticipação por fundos comunitários no investimento em wireless nos espaços públicos.

O presidente da Câmara da Trofa fala de «um importante passo dado na modernização tecnológica do concelho e uma oportunidade de aproximar os mais jovens dos espaços públicos locais».

No que às escolas diz respeito, a Câmara Municipal investiu 20 mil euros para dotar 17 espaços escolares, sob gestão direta da autarquia, com rede wireless.

Já no que aos espaços públicos diz respeito, a instalação de rede Wi-Fi gratuita por parte do município da Trofa surgiu de uma candidatura a financiamento da Comissão Europeia, que envolveu a comparticipação de fundos em 15 mil euros para a implementação do projeto “WiFi4EU”, que garante cobertura wireless em espaços como parques, museus e edifícios públicos. O investimento total é superior a 30 mil euros, mas é de utilização gratuita para munícipes e visitantes.

 

 

Mercadona amplia capacidade logística com novo armazém na Póvoa de Varzim

A Mercadona, quem tem um espaço comercial em Famalicão, ampliou a capacidade de armazenamento do Bloco Logístico da Póvoa de Varzim com uma nova nave de 12.000 m2. Este novo armazém, construído num terreno de 50.000 m2, adjacente ao que funciona desde 2019, vem dar resposta à evolução do projeto de expansão da empresa em Portugal e representou um investimento de 24,5 milhões de euros.

Com a criação desta nave, que se junta às outras duas que a empresa já tinha em funcionamento, o espaço foi totalmente reconfigurado. Assim, os novos 12.000 m2 passam a armazenar as frutas e legumes que diariamente saem para os supermercados da cadeia em Portugal. Além disso, fruto do seu modelo de logística sustentável e em colaboração com a Logifruit, haverá uma área, com cerca de 3.000 m2, dedicada à gestão de embalagens.

Adicionalmente, a superfície onde está inserido o novo armazém conta com uma área de 17.000 m2 de zonas verdes e 100 lugares de estacionamento, dois dos quais destinados ao carregamento de veículos elétricos, ligados à rede MOBI.E, indo ao encontro do compromisso da empresa para com a mobilidade elétrica.

Em 2019, a Mercadona arrancou com a operação do Bloco Logístico da Póvoa de Varzim com duas naves, tendo investido 60 milhões de euros. No total, a empresa já investiu 84,5 milhões de euros no desenvolvimento deste projeto no concelho vizinho, que conta com três naves implantadas numa área total de 100.000 m2, contabilizando 350 postos de trabalho, dos quais 20 foram criados para dar resposta a este novo projeto de ampliação, sendo que a empresa continua com processos de recrutamento, através do portal de emprego https://www.mercadona.pt/pt/emprego.

Carlos Lopes, diretor do Bloco Logístico da Póvoa de Varzim, considera que a expansão do mesmo «é uma grande aposta na garantia de melhor serviço às nossas lojas, tendo em conta as necessidades dos clientes. Acreditamos que esta é uma evolução natural para respondermos às necessidades de expansão em Portugal e esperamos que com o reforço da rede logística continuemos a assegurar a satisfação dos portugueses que escolhem diariamente a Mercadona como o seu supermercado de confiança».

Aires Pereira, presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, reconhece «que o impacto, dimensão e peso que uma empresa internacional como a Mercadona tem na economia local – e principalmente no crescimento do nosso Parque Industrial de Laúndos – reflete-se significativamente também ao nível do aumento do emprego no concelho. Metade do número total de colaboradores nestas três unidades reside na Póvoa de Varzim», município que «continuará a apoiar o investimento no nosso concelho, especialmente por parte de empresas como a Mercadona, de base familiar e assentes em políticas de preocupação ambiental, nomeadamente ao nível da produção de plásticos e de estratégias de economia circular, e de responsabilidade social, pautada por contratações sem termo, salários-base acima do ordenado mínimo nacional e pleno respeito pela igualdade de género».

Bebé nasce em ambulância dos Bombeiros de Guimarães

Uma criança nasceu, esta segunda-feira, num ambulância dos Bombeiros Voluntários de Guimarães.

Segundo aquela corporação, tudo aconteceu cerca das 17h00, quando os soldados da paz foram acionados via 112 para socorrer uma grávida, em Airão Sta Maria.

Chegados ao local, os bombeiros encontraram a mãe já em contrações, tendo entrado em trabalho de parto quando já estava na ambulância, a caminho do hospital, por volta das 17h45.

Mãe e bebé estão bem de saúde.

Imagem: BVGuimarães

Alerta: O Ricardo tem 21 anos e está desaparecido desde domingo, foi avistado em Riba d’Ave

Ricardo Martins (ao centro da imagem) está desaparecido desde domingo.

O jovem de 21 anos, a residir em Guardizela, Guimarães, desapareceu na manhã de 16 de janeiro. Vestia umas calças de ganga escuras e tinha um casaco com capuz do mesmo tom.

Colegas do desaparecido afirmaram à nossa redação que o amigo já terá sido visto na madrugada desta terça-feira, pela 01h40, na vila famalicense de Riba d’Ave, nas proximidades da Junta de Freguesia / Riba d’Ave HC .

A mesma fonte confirmou que o jovem não se faz acompanhar de telemóvel.

A situação já terá sido reportada às autoridades.

Trofa abre gabinete de apoio psicológico e pedagógico

O município da Trofa abriu um gabinete de apoio psicológico e pedagógico para dar respostas à comunidade escolar, nomeadamente crianças, jovens e encarregados de educação.

A equipa, constituída por cinco psicólogos, está presente nas escolas diariamente, desde o pré-escolar ao 1º ciclo do Ensino Básico da Rede Escolar Pública do Município da Trofa.

O serviço é ainda dirigido a crianças e jovens em risco sinalizados pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens da Trofa (CPCJ da Trofa) ou por outras entidades com competência em matéria de infância e juventude no âmbito da promoção e da proteção de crianças e jovens em perigo.

Segundo o presidente da Câmara, Sérgio Humberto, «este grupo de trabalho tem como grande objetivo promover o bem-estar geral das crianças e o sucesso educativo e o seu desenvolvimento integral e harmonioso através da atuação ao nível da prevenção nas problemáticas mais frequentes, avaliando, diagnosticando e orientando as crianças que frequentam a educação pré-escolar e o 1º CEB da Rede Pública Escolar do Município da Trofa, bem como detetar e apoiar situações de risco junto dos jovens».

A sinalização para os serviços do GMAPP pode ser efetuada pelos encarregados de educação, contactando o GMAPP através do 252 409 290/850 ou dirigindo-se ao Fórum Trofa XXI.

GNR encontra idoso de 94 anos que estava desaparecido

A GNR de Vieira do Minho encontrou um homem, de 94 anos, que se encontrava desaparecido, na freguesia de Cantelães, daquele concelho. O desaparecimento do idoso foi comunicado por familiares, no passado domingo, tendo de imediato a GNR encetado as buscas, com o auxílio de populares, e cerca de uma hora e meia depois encontraram o homem, numa zona rural, prostrado no chão e com dores, devido a uma queda.

Foi acionada a assistência médica e a vítima foi transportada para uma unidade hospitalar onde foi monitorizado o seu estado de saúde.

Esta ação contou com o reforço do Posto Territorial de Póvoa de Lanhoso, dos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho e de populares.