Que feiras estão proibidas? Associação de Feirantes também não sabe e já questionou o governo

A Associação de Feirantes do Porto, Douro e Minho diz não compreender a medida que entra em vigor a partir da próxima quarta-feira, anunciada pelo governo este sábado e válida para todos os 121 concelhos de risco.

De acordo com o presidente da associação, a forma como a medida foi anunciada e formulada nos documentos entretanto divulgados governo está a criar muita confusão e a gerar dúvidas.

De qualquer das formas, Artur Andrade não esconde a insatisfação e arrisca a dizer que o que estão a fazer às feiras é uma discriminação. Na opinião deste representante não é aceitável que o governo encerre as feiras que acontecem ao ar livre, e mantenham abertos os centros comerciais.

Esta associação já questionou o governo, na pessoa do Secretário de Estado do Comércio, João Torres, para perceber que tipo de feiras estão interditas a partir de 4 de novembro.