Que comecem as Antoninas! 10

Que comecem as Antoninas! 11

“Ó meu rico Santo António,

Meu fresco Santo Antoninho,

Dá-me já uma sardinha

Para levar ao meu amorzinho”.

Chegaram as festividades em honra de Santo António. São centenas de atividades, com propostas culturais, religiosas e desportivas. Há concertos, marchas, missa com distribuição do pão, a procissão alusiva ao santo popular, provas desportivas, folclore e muita e boa gastronomia.

Como habitual, os mais pequenos abrem as festividades, com toda a criatividade das marchas infantis. Desfilam pela cidade, esta sexta-feira, dia 7 de junho.

As grandes atrações musicais deste ano são Miguel Araújo e David Fonseca. Mas até ao dia 13 de junho, há muitas outras iniciativas, muitas das quais organizadas pelos movimentos associativos do concelho. Destaque para a Descida Mais Louca a 10 de junho. Um feriado de pura adrenalina na Alameda Caminhos de Santiago.

Durante sete dias, os famalicenses, e pessoas de concelhos vizinhos, vivem intensamente as Antoninas. Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, «as Antoninas são as festas de Famalicão e dos famalicenses. São a homenagem de um povo a Santo António, casamenteiro e protetor dos pobres, mas são também o grande momento de afirmação da identidade e do orgulho da nossa terra e das nossas gentes».

Um dos grandes destaques são as Marchas Antoninas que saem à rua na noite de 12 de junho. O ambiente é de saudável competição entre associações e freguesias do concelho, que entre músicas e coreografias fazem a festa. Este ano, há uma novidade a abrir o desfile com a exibição da marcha vencedora no cortejo das marchas infantis. «É uma forma de envolvermos as novas gerações num dos eventos mais tradicionais das Antoninas, assegurando desde já a sua vitalidade e preservação», afirma Paulo Cunha.

Os concertos, de entrada livre, são um dos atrativos mais fortes da programação. David Fonseca atua a 9 de junho e Miguel Araújo a 11, na Praça D. Maria II.

Mas as noites não se fazem só com concertos. Há arraiais, sardinhadas, fogueiras, e outras tradições populares. Por estes dias, o centro da cidade fervilha de alegria e de festa, com milhares de pessoas nas ruas.

Ultimamente o desporto tem vindo a ganhar cada vez mais espaço. Este ano há mais de uma dezena de atividades desportivas, com destaque para o Grande Prémio de Atletismo Bernardino Machado, para a Caminhada Camiliana e a Descida Mais Louca.

As festas encerram no dia 13 com momentos religiosos, com destaque para a missa e distribuição do pão, que este ano serão na Praça D. Maria II. À tarde realiza-se a procissão, que vai percorrer várias ruas da cidade. A noite termina no Parque da Devesa com música, por Gil Cadeias, às 21 horas, e fogo de artifício, à meia-noite.

Most Popular Topics

Editor Picks