Concelho

Quatro meses de prisão efetiva por conduzir bicicleta embriagado

O Tribunal da Relação de Guimarães confirmou a condenação a quatro meses de prisão efetiva de um homem apanhado a conduzir uma bicicleta em estado de embriaguez junto a uma discoteca em Ofir, Esposende.

Segundo o acórdão, esta sexta feira consultado pela Lusa, o homem fica ainda proibido de conduzir durante um ano.

O tribunal sublinha que o arguido, técnico auxiliar de saúde, já tinha sido condenado quatro vezes por conduzir embriagado, uma das quais em pena de prisão, suspensa na sua execução.

Os factos remontam a 24 de setembro de 2017 e ocorreram pouco depois das 4h00, na estrada de acesso a uma discoteca de Ofir, Esposende.

O arguido estaria a conduzir uma bicicleta com uma taxa de álcool no sangue de pelo menos 1,74 gramas por litro. Em tribunal, o arguido alegou que não andou mais de 100 metros de bicicleta e sempre na via de acesso à discoteca.

Disse ainda que a ideia dele era pedir à GNR que guardasse a bicicleta, para que não ficasse à vista.

Garantiu igualmente que não sabia que não podia conduzir bicicleta com álcool a mais.

Previous post

PSP detém em Famalicão homem por condução com excesso de álcool

Next post

Família desespera há 1 mês por notícias de famalicense desaparecido em Joane

Imprensa Externa