PSD quer vencer no distrito eleições europeias e legislativas

PSD quer vencer no distrito eleições europeias e legislativas

José Manuel Fernandes apresentou esta quinta feira a sua recandidatura ao cargo de presidente da Comissão Política Distrital do PSD de Braga. “Manter a união, reforçar o PSD” é o lema desta candidatura que tem Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, como mandatário. Ganhar no distrito as eleições para o Parlamento Europeu e as eleições legislativas são os objetivos traçados para o próximo ano eleitoral. José Manuel Fernandes recandidata-se à liderança da Distrital com uma equipa de continuidade e sem opositores. O ato eleitoral está marcado para o dia 30 de junho.

Na apresentação da candidatura, o eurodeputado referiu que a união tem sido «extremamente importante no sucesso alcançado» pelo PSD no Distrito, onde nas últimas eleições autárquicas aumentou o número de mandatos, o número de votos e conquistou mais duas câmaras municipais (Amares e Terras de Bouro), passando a liderar em nove. Realçou ainda quem Paulo Cunha, em Famalicão, e Ricardo Rio, em Braga, foram os autarcas que obtiveram o maior número de votos nacionais em termos absolutos, «algo que muitas vezes passa ao lado». A Distrital do PSD está focada nas duas eleições de 2019, mas vai começar também já a preparar as próximas autárquicas, em 2021, tendo como objetivo retirar mais câmaras ao PS, que detém atualmente apenas três (Guimarães, Barcelos e Fafe). Vizela é governada por um movimento independente. «Ao reforçar o PSD, nós também reforçamos o distrito, nós ajudamos a dar qualidade de vida, melhor emprego a cada habitante do distrito», sustentou José Manuel Fernandes.

Nesta sessão, José Manuel Fernandes garantiu lealdade à liderança nacional do PSD e disseque é do «interesse do país» que o objetivo traçado pela Distrital para as legislativas também aconteça a nível nacional. «É do interesse nacional que Rui Rio seja primeiro-ministro de Portugal», disse Fernandes, segundo o qual o Governo liderado por António Costa «está esgotado, tem andado a reboque e tem várias caras, limitado-se a fazer o óbvio, a gestão corrente». José Manuel Fernandes considera mesmo que o executivo socialista, sustentado pelo BE e PCP, «tem prejudicado os mais pobres» com o aumento indiferenciado de impostos diretos e o desinvestimento nos hospitais, educação. «Estamos pior do que quando estava cá a troika», atirou, criticando o facto do investimento público ter diminuído em relação aos anos em que o país esteve a viver com ajuda financeira externa. «Se o Governo anterior era rotulado pela esquerda liberal, este Governo teria que rotulá-lo de ultra ultra liberal, porque esconde a austeridade, mas prejudica aqueles que mais precisam», atirou.

Na apresentação da recandidatura, na sede da Distrital do PSD, em Braga, José Manuel Fernandes não deixou de elogiar o mandatário, Ricardo Rio («uma mais-valia para todo o território») e acrescentou que «o distrito só tem a ganhar com o reforço do PSD» nas eleições que se avizinham. Com José Manuel Fernandes recandidatam-se todos os atuais líderes dos órgãos distritais do PSD de Braga, nomeadamente Paulo Cunha (Mesa da Assembleia Distrital), Cláudio Domingues Carvalho (Conselho de Jurisdição) e António Gomes da Silva (Auditoria Financeira). Paulo Cunha comprometeu-se a ajudar a reforçar as condições para que no distrito o PSD tenha as portas abertas a todos quantos queiram participar nas causas públicas, na vida política. O candidato à presidência da Mesa da Assembleia-Distrital acredita que desta forma se poderá combater a «imagem menos boa» em relação aos titulares de cargos públicos e contribuir para a valorização da relação dos partidos com a sociedade civil. Ricardo Rio disse que foi sem hesitação que aceitou o convite para ser mandatário desta recandidatura à Distrital do PSD. Isto porque, primeiro, José Manuel Fernandes «tem feito um trabalho notável» e «reconhecido» e depois porque há ainda «muitos desafios» pela frente como a qualificação da ação política e a abertura da estrutura partidária à sociedade.

Fonte: Diário do Minho

Most Popular Topics

Editor Picks