Prossegue julgamento de gang suspeito de assaltos a carrinhas de valores e a empresários chineses

Decorre no Tribunal de Guimarães o julgamento de um grupo que assaltava carrinhas de valores e empresários chineses quando estes se deslocavam a bancos para depositar elevadas quantias em dinheiro.

Os crimes remontam ao ano de 2019, estando a responder por eles cinco pessoas.

É entendimento de um inspetor da Polícia Judiciária, ouvido em tribunal, que o grupo era composto por três elementos que constituíam o “núcleo duro”, sendo que recorria a mais dois sempre que necessário.

Os assaltos foram feitos a comerciantes chineses em Vila do Conde e a seis carrinhas de valores em várias localidades da região norte, incluindo nas freguesias de Pedome e Calendário, no concelho de Vila Nova de Famalicão.

Os cinco assaltantes estão a ser julgados por roubos, furtos, incêndio, falsificação de documentos e detenção de arma proibida.