Propostas socialistas para minimizar impacto da covid-19

Para combater a expansão da covid 19 e minimizar o impacto social e económico na sociedade famalicense, o PS propôs na reunião de Câmara desta quinta-feira, algumas medidas: para os consumidores domésticos de água, saneamento e resíduos sólidos a redução de 50% de todas as componentes tarifárias, sejam elas fixas ou variáveis, sem necessidade de adesão à fatura eletrónica ou débito direto (aplicável a agregados familiares com perda de rendimentos provocada pelo Covid-19, em particular, desemprego, baixa médica por infeção, lay-off, redução negociada de salário, situações de apoio à família, entre outras).

Para os consumidores não domésticos: redução de 25% de todas as componentes tarifárias, sejam elas fixas ou variáveis, aplicável a todas atividades económicas com redução da atividade a partir de Março de 2020, inclusive, em pelo menos 25%, face à média de Janeiro e Fevereiro de 2020.

Em relação aos consumidores com tarifário social, a redução de 100% de todas as componentes tarifárias, aplicável a agregados familiares com perda de rendimentos provocada pelo Covid-19, em particular: desemprego, baixa médica por infeção, lay-off, redução negociada de salário, situações de apoio à família, entre outras.

Às entidades classificadas como IPSS, a redução proposta é de 100% das componentes fixas e de 25% das componentes variáveis.