Concelho

Projeto GIVE vence o Selo de Qualidade do Concurso «Escola Amiga da Criança» da LeYa Educação

O projeto GIVE – Grupo Interpares Voluntário de Estudo, surge no Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, através de um repto lançado pela Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária Camilo Castelo Branco, no sentido de se desenvolver um grupo de estudo interpares, o que veio ao encontro da intenção da direção do Agrupamento, de que as ofertas educativas aos alunos de 5º ano fossem alargadas para além do currículo.

Deste modo, surge o projeto GIVE que assenta em três princípios fundamentais: diversificar as estratégias de apoio ao estudo, promover o mérito académico dos alunos e fomentar laços de solidariedade e de partilha.

Sabendo que o grupo de pares exerce uma forte influência sobre as crianças e jovens, pretende-se que alunos do 11º e 12º anos apoiem, em regime de voluntariado, colegas do 5º ano. Este apoio ao estudo será facilitado pela relação horizontal, ao nível da linguagem, dos interesses e das vivências que são comuns.

Neste momento, o projeto conta com 24 voluntários e 23 alunos de 5º ano a serem apoiados em períodos de 45 ou 90 minutos semanais.

Durante as sessões, os alunos voluntários procuram apoiar as necessidades individuais de cada aluno, ajudando-os em pesquisas na internet, organização do estudo, realização de resumos das matérias dadas e procurando esclarecer as suas dúvidas ou orientando-os para tal. As sessões são individuais ou, no máximo, com dois alunos da mesma turma.

A coordenação deste projeto tem sido bastante gratificante. Salientar o apoio e colaboração da Biblioteca da escola sede, onde se realizam as sessões. Assistir ao processo de partilha de conhecimentos, ideias, atitudes e valores entre estes jovens tem sido um privilégio. Esta estratégia continuará a ser uma aposta do agrupamento, uma vez que os pares são um recurso humano inestimável.

Previous post

Filipe Carneiro bate record pessoal

Next post

Raclac investe 20 milhões na primeira fábrica da Europa de luvas de exame

Cidade Hoje