PROIBIDAS QUEIMADAS ATÉ 23 DE NOVEMBRO

Na sequência da informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) para as próximas 72 horas, o Ministério da Administração Interna prorrogou o período crítico até 23 de novembro.

Considerando o tempo seco e a subida de temperatura para valores acima da média para esta época do ano, estão reunidas condições favoráveis à propagação de incêndios rurais, pelo que é proibida a realização de queimadas em todo o país.

Continua também a não ser permitido: realizar fogueiras para recreio, lazer ou para a confeção de alimentos; utilizar equipamentos de queima e de combustão, destinados à iluminação ou à confeção de alimentos; queimar matos cortados e amontoados ou qualquer tipo de sobrantes de exploração; lançar balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes; fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias de atravessamento ou circundantes; fumigar ou desinfestar apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.

Recorda-se, ainda, os cuidados a ter com trabalhos agrícolas e florestais: manter as máquinas e equipamentos limpos de óleos e poeiras; abastecer as máquinas a frio e em local com pouca vegetação; guardar todo o cuidado com as faíscas durante o seu manuseamento, evitando a sua utilização nos períodos de maior calor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.