Pretende remodelar a sua cozinha? Evite estes 10 erros

Quando se quer remodelar a cozinha de uma casa, há muitas ideias em mente, muita gente a opinar e demasiada informação à solta na internet. Tendo em conta que remodelar uma cozinha é um passo importante e um investimento considerável, neste artigo vamos ajudá-lo(a) a evitar os erros mais básicos, de forma simples: identificando-os

Um guia para remodelar cozinhas modernas

Quando se quer remodelar a cozinha de uma casa, há muitas ideias em mente, muita gente a opinar e demasiada informação à solta na internet. Tendo em conta que remodelar uma cozinha é um passo importante e um investimento considerável, neste artigo vamos ajudá-lo(a) a evitar os erros mais básicos, de forma simples: identificando-os

1. Não ouvir os profissionais

Certo, você até tem um primo que tem jeito para fazer desenhos e quer seguir arquitetura. A sua sogra acha que é uma decoradora profissional depois de anos a ler revistas da especialidade. E o seu pai até tem um jeitinho para a bricolage. Agradeça as opiniões de família e amigos, mas deixe os conselhos profissionais para quem sabe. Arquitetos, designers de interiores ou fabricantes de cozinhas modernas como a Leiken serão os profissionais mais capacitados para tratar da remodelação da sua cozinha. Seguir um projeto desenhado por especialistas é a melhor garantia possível que a remodelação da sua cozinha vai correr pelo melhor e que vai ter uma cozinha por muitos e bons anos.

2. Esquecer-se do chão

“Até as torres mais altas começaram do chão”, diz o provérbio chinês. Pois claro, dizemos nós. O piso é fundamental em qualquer projeto de cozinha, devendo-se combinar tons claros e bons materiais como o pavimento cerâmico, já que facilita a limpeza e impede escorregadelas que podem descambar em acidentes desagradáveis.

3. Ter pressa

Não vale a pena apressar o projeto da sua cozinha. Pense num esboço daquilo que quer, planeie os custos, ouça os especialistas, analise os orçamentos e contrate a empresa certa – passo a passo. Lembre-se que voltar atrás num projeto desta envergadura não se faz com um passo de mágica.

4. Pensar apenas no design bonito

A funcionalidade é a característica mais importante de uma cozinha. É nesta que vai preparar refeições. O verdadeiro design é aquele que tem em conta a funcionalidade, não apenas o que, em bom português “fica bem”. As zonas de lavar, preparar e cozinhar devem estar próximas, preferencialmente na forma de um triângulo que permita livre circulação neste espaço crítico.

5. Esquecer-se da luz

Os pontos de luz são fundamentais. Tem luz natural? Perfeito. Pode ter janelas maiores? É uma ideia. Deve ter mobiliário de cor clara para potenciar a luz? Com certeza! Se não tiver luz natural, precisará de focos de luz por cima da bancada de trabalho. Deve ter as tomadas instaladas nos lugares certos, pensando não só na luz, mas como também nos eletrodomésticos. Uma lâmpada LED de tom quente e vários pontos de luz distribuídos pelas bancadas darão um tom contemporâneo à sua iluminação e à sua cozinha.

6. Desvalorizar o armazenamento

Há muitos objetos e utensílios na cozinha. Por isso, uma boa capacidade de armazenamento é uma necessidade. Pondere onde guardar os utensílios e escolha os acessórios certos para operar de forma eficiente na cozinha. Essa capacidade de armazenamento pode também ser valorizada dentro das gavetas, onde podem ser colocadas divisórias para facilitar a arrumação.

7. Não considerar o uso dos móveis à medida

Uma solução apresentada pelos fabricantes de cozinhas modernas são os móveis à medida, que permitem extrair o melhor de cada espaço da cozinha, o que é particularmente relevante nas cozinhas mais pequenas. Os móveis à medida são uma opção a considerar.

8. Não combinar cores

A cozinha é, também, uma sala de visitas e de convívio familiar, para além de espaço de “trabalho”. Razão pela qual as cores desempenham um papel muito relevante. Atualmente, combinar uma cor neutra com tons mais contemporâneos é uma excelente ideia.

9. Não pesquisar antes de adquirir eletrodomésticos

Antes de comprar um eletrodoméstico, seja o que está com uma promoção imbatível ou o que fica muito bem na cozinha, verifique questões mais técnicas – como a potência, o consumo energético, etc. Para além disso, lembre-se que há eletrodomésticos, como por exemplo a batedeira, que precisam de estar em cima de prateleiras robustas para não haver problemas quando são utilizados.

10. Querer uma cozinha capa de revista

Todos nós gostamos de nos folhear revistas lindas com cozinhas lindas em lugares lindos. A verdade, porém, é que não queremos uma cozinha que fique bem no Instagram, mas antes algo que seja, antes de bonito, extremamente funcional. Como não é todos os dias que se remodela uma cozinha, e o investimento pode ser ainda algum, deve ter todos os argumentos em conta antes de colocar a obra nas mãos de um especialista.