Presidente da República quer governos mais atentos à indústria 6

Presidente da República quer governos mais atentos à indústria 7

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, veio a Famalicão falar dos desafios da indústria. Depois de elogiar o peso das exportações famalicenses na indústria portuguesa, o Presidente da República deixou alguns desafios: assegurar que a digitalização e a robótica chegam a todas as empresas; garantir que a administração pública acompanha a mudança; que o sistema educativo é mais ajustado à realidade empresarial; pediu políticas públicas assentes em consensos de regime que vão para além das maiorias parlamentares e dos governos.

Esta intervenção de Marcelo Rebelo de Sousa foi no âmbito da 16.ª Conferência Internacional da Inovação, organizada pela COTEC Portugal, que é presidida por Isabel Furtado, da TMG.

A empresária famalicense escolheu a educação como garantia para a modernização da indústria. Defende formação constante do trabalhador e uma educação dos jovens ajustada à realidade. «Temos que sair um pouco do sistema antigo que foi bom enquanto necessário; agora temos que mudar para as novas tendências e para este novo mercado que vai surgir», frisou na conferência que teve 700 participantes, portugueses e estrangeiros.

No âmbito desta conferência, o Ministro do Planeamento mostrou-se confiante na resposta da indústria portuguesa. «Temos boas condições de partida para suceder muito melhor nesta quarta revolução industrial do que nas anteriores», disse.

O presidente da Câmara, que abriu a sessão, está confiante. «À semelhança do que fomos no passado, queremos continuar a ser no futuro: um concelho e um território de gente competente, de gente qualificada, de gente que sabe o que quer e que quer continuar a contribuir para o engrandecimento de Portugal».

Most Popular Topics

Editor Picks