PRÉMIO EDUARDO PRADO COELHO ENTREGUE A ISABEL CRISTINA RODIGUES

«Este prémio representa uma grande alegria porque está associado ao nome de Eduardo Prado Coelho, que admiro imensamente, e porque o ensaio permite que se volte a falar de Vergílio Ferreira». Foi desta forma que Isabel Cristina Rodrigues se referiu ao Grande Prémio Eduardo Prado Coelho, que recebeu na sexta-feira, na Biblioteca Municipal, em Famalicão.

O trabalho premiado é uma tese de doutoramento com o título «A Palavra Submersa. Silêncio e Produção de Sentido em Vergílio Ferreira”. Além do prestígio, o prémio tem um valor pecuniário para a premiada de 7.500 euros.

A escolha da obra premiada foi por maioria e não por unanimidade porque foi muita a qualidade das obras a concurso, referiu a porta-voz do júri, Isabel Cristina Mateus.

Nesta cerimónia de entrega do prémio, onde estiveram professores, amigos da premiada e o pró-reitor da Universidade de Aveiro, o vereador da Cultura, Leonel Rocha, evidenciou que «as boas práticas culturais em Vila Nova de Famalicão vêm de longe» e são notadas no país por diversas vezes, e uma delas foi por Eduardo Prado Coelho que doou à biblioteca todo o seu espólio.

Comente esta notícia