Pelo menos um morto no sequestro num supermercado do sul de França. AFP fala em dois

Pelo menos uma pessoa morreu esta manhã num sequestro num supermercado no sul de França. O incidente começou por volta das 11 da manhã, hora local. Cerca de duas horas depois, os reféns já tinham sido libertados. O primeiro-ministro francês diz que tudo leva a pensar que se trata de um ato terrorista.

Pelo menos uma pessoa foi morta hoje de manhã numa tomada de reféns num supermercado em Trèbes, perto de Carcassonne, no sul de França, anunciou o comandante da polícia local.“Temos infelizmente a suspeita de uma morte, mas não podemos fazer entrar um médico para confirmar”, disse à France-Presse o general Jean-Valéry Lettermann.

Por volta das 13:00 (menos uma hora em Lisboa), todos os reféns tinham já sido libertados.

Uma fonte próxima do processo disse à AFP que há pelo menos dois mortos.

A Associated Press cita por seu turno o secretário-geral do sindicato da polícia, Yves Lefebvre, que afirma que um refém foi morto a tiro e outro gravemente ferido.

O presidente francês, Emmanuel Macron, pediu ao ministro do Interior, Gérard Collomb, para se deslocar a Trèbes.

O primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, afirmou que tudo leva a crer que o tiroteio seguido por uma tomada de reféns perto de Carcassonne, se trata de “um ato terrorista”.

“A seção antiterrorista do Ministério Público de Paris está a reunir todas as informações que temos até ao momento e essas informações sugerem que se trata de um ato terrorista”, disse Philippe, que interrompeu a visita que fazia a Mulhouse (no norte do país).

Um homem, que afirmou agir em nome do grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico, entrou no supermercado cerca das 11:15 (10:15 em Lisboa) e foram ouvidos tiros, segundo fonte judicial citada pela agência France-Presse (AFP).

Pelo menos uma pessoa terá falecido no ataque, segundo o general Jean-Valéry Letterman, citado pela agência France-Presse, mas até o momento as forças de segurança não conseguiram enviar um médico para confirmar a situação.

A justiça antiterrorista assumiu a investigação do ataque, que o primeiro-ministro francês Edouard Philippe classificou como “sério”.

Cientistas avaliam: Nova variante Covid-19 que mistura Delta e Ómicron identificada em 25 pessoas

Foi anunciado este fim de semana o surgimento de uma nova variante do vírus da Covid-19.

A revelação, segundo a Bloomberg, foi feita por um professore de Biologia da Universidade de Chipre, que apelou esta nova variante de “Deltacron”, por considerar que esta estirpe junta as variantes Delta e Ómicron.

As primeiras informações apontam para a existência de 25 casos desta nova variante.

Os cientistas afirmam que ainda é cedo para tirar conclusões desta variante, estando, nesta altura, a reunir todas as informações sobre os infetados.

Lá fora: Citigroup vai despedir funcionários não vacinados à Covid-19

De acordo com um documento interno divulgado, a instituição bancária estabeleceu 14 de janeiro como data-limite para se vacinarem ou apresentarem uma isenção por motivos religiosos, médicos ou legais, noticia a agência EFE.

Quem não estiver vacinado e falhar na apresentação de uma justificação ficará suspenso, sem remuneração, a partir de 15 de janeiro e será oficialmente despedido no final do mês, pode ler-se num documento que foi distribuído aos trabalhadores.

Uma fonte do banco, citada pelo The New York Times, referiu que mais de 90% dos cerca de 65 mil colaboradores do Citigroup nos Estados Unidos já estão vacinados.

O Citigroup, terceira maior entidade bancária dos EUA, é a primeira grande instituição financeira a demonstrar a intenção de despedir quem não estiver vacinado.

Em outubro, o banco já tinha revelado que ia exigir a vacinação a todos os funcionários, com base na portaria da administração liderada por Joe Biden que exige a imunização aos funcionários contratados pelo governo.

No entanto, o Citigroup não tinha divulgado na altura que ia optar pelo despedimento dos não vacinados.

Internacional: Cantora Sinead O’Connor chora a morte do filho de 17 anos

A cantora irlandesa Sinead O’Connor, de 55 anos, chora a morte do seu filho, de apenas 17 anos.

O jovem esteve desaparecido durante dois dias, na Irlanda, tendo sido encontrado já sem vida.

Segundo a artista, numa publicação feita nas redes sociais, o jovem estaria com problemas de saúde mental.

Sinnead O’Connor já adiantou que pretende processar o hospital psiquiátrico onde estava o filho, por este não ter oferecido a segurança suficiente para evitar a fuga.

Não há indícios de crime neste caso.

Papa Francisco: “Violência contra mulheres é um ultraje a Deus”

“Quanta violência se faz contra as mulheres. Chega. Ferir uma mulher é ultrajar a Deus, que tomou a humanidade de uma mulher”, disse Francisco.

O Papa dedicou a sua homília às mulheres e mães, e disse que elas “conseguem manter juntos o sonho e o concreto, evitando desvios do pragmatismo assético e da abstração”.

As mães, continuou, “sabem manter juntos os fios da vida” e, por isso, são essenciais no mundo de hoje, porque são “capazes de tecer fios de comunhão, que se contrapõem aos arames farpados das divisões, que são tantos”.

Francisco enviou também uma mensagem à Igreja Católica ao referir que a “igreja é mãe, é mulher, por isso não se pode encontrar um lugar para a mulher na Igreja sem refleti-la nesse coração de mãe. Este é o grande lugar da mulher na Igreja, do qual derivam outros secundários”.

Insólito: Banco engana-se e distribui mais de 150 milhões de euros no dia de natal

A filial britânica do banco Santander distribuiu, por engano no dia de Natal, 130 milhões de libras (mais de 150 milhões de euros), que pretende recuperar, confirmou a Agência France Presse (AFP).

No dia 25 de dezembro, devido a um “problema técnico”, 75 mil pagamentos feitos por cerca de dois mil clientes profissionais do banco foram duplicados nas contas dos seus beneficiários, assumiu o Santander num comunicado enviado à AFP, confirmando a informação avançada pelo jornal britânico The Times.

As transações efetuadas a dobrar foram diretamente debitadas do banco e “nenhum cliente, em algum momento, pagou do seu bolso”, garantiu o Santander, referindo estar a trabalhar “com vários bancos em todo o Reino Unido para recuperar” as quantias em causa.

Covid-19: Portugal na pior categoria de risco do Centro Europeu para Prevenção e Controlo de Doenças

Na atualização semanal do Centro Europeu para Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC), divulgada esta quinta-feira, Portugal continental, Madeira e Açores está na pior categoria do sistema de ‘semáforos’, que indica risco muito elevado, referente a regiões onde o vírus SARS-CoV-2 tem grande disseminação.

No mapa do organismo europeu sobre viagens na União Europeia só a Roménia (laranja) é exceção ao vermelho e vermelho-escuro, sendo que é o país com menor taxa de notificações. As cores do mapa do ECDC representam uma combinação das taxas de notificação de casos de covid-19 nos últimos 14 dias, número de testes realizados e total de positivos.

A covid-19 já provocou mais de 5,41 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse. Segundo dados da Direção-Geral da Saúde, em Portugal morreram 18.921 pessoas e foram contabilizados 1.330.158 casos de infeção, desde março de 2020.