Paulo Cunha reclama mais investimento do Estado

Paulo Cunha reclama mais investimento do Estado

O presidente da Câmara de Famalicão numa entrevista este sábado ao jornal Diário do Minho reivindica investimento do Estado central em equipamentos de saúde, de forças de segurança e em estradas nacionais que atravessam o concelho. A área do Ambiente continua a ser prioritária para o executivo.

Paulo Cunha refere que, “Não temos recebido verbas além daquelas que resultam do que está programado, há muito que não há investimento nacional em Famalicão, anuncia-se agora um investimento viária no acesso sul, alternativo à Estrada Nacional 14, na confluência da Continental, vamos esperar que ele aconteça. Temos muitas necessidades: é o quartel da GNR de Famalicão, é a esquadra da PSP, são os cuidados de saúde primários que estão em condições muito degradadas. Em todos os equipamentos, com exceção de Ribeirão e de Delães, por ser uma intervenção infraestrutural, é importanten que haja investimento na saúde em Famalicão, já para não falar do hospital onde o investimento que se tem feito é com o apoio do município, nomedamente a unidade de apoio à mãe, à criança e ao adolescente. Não há apoio estatal para este investimento. Reclamamos investimento na área da saúde, não só a nível dos cuidados continuados, mas particularmente nos cuidados de saúde primários: as chamadas extensões de saúde, centros de saúde, unidade de saúde familiar, etc. Precisam de um enorme investimento. A rede viária também está a precisar de intervenções. Falei na EN 14, mas podia falar da EN 204, da EN 206. Estas estradas estão a ficar muito degradadas. São só alguns exemplos de investimentos nacionais que desejávamos que acontecessem em Famalicão.”, disse.

Most Popular Topics

Editor Picks