OS BV FAMALICENSES TÊM UMA HISTÓRIA DE AMOR PARA CONTAR

Os Bombeiros Voluntários Famalicenses organizaram uma exposição sobre os bombeiros, sua evolução e dedicação, intitulada “Vida Por Vida – Uma História de Amor”, baseada essencialmente no espólio colecionado pelo bombeiro Jorge Silva, voluntário n.º 55 dos Bombeiros Famalicenses, já falecido.

Esta exposição está integrada na comemoração dos 90 anos da instituição humanitária. Na inauguração, cerimónia onde marcaram também presença vereadores municipais e o vice-presidente da Câmara e vereador da Proteção Civil, Ricardo Mendes, foram enaltecidos o valor e o papel do bombeiro voluntário.

Neste âmbito, o presidente da instituição lançou um repto às entidades oficiais presentes: por que não criar um museu do bombeiro, que demonstre a importância do voluntariado na proteção civil e que reúna todo o espólio que retrata a evolução dos corpos de bombeiros?

António Meireles lançou a ideia a partir do espólio deixado pelo voluntário Jorge Silva. Disse que este material tem um valor único a nível nacional, porque demonstra a evolução dos equipamentos e também o amor a uma causa.

O vice-presidente da Câmara frisou que a ideia é interessante e que o projeto pode ser equacionado, sem, no entanto, avançar com datas. «Será um desafio bem acolhido pela Câmara», sublinha Ricardo Mendes, classificando o espólio do bombeiro Jorge Silva de dimensão nacional. «É uma das mais completas coleções», mencionou.

Notícia completa na edição impressa impressa do Jornal CIDADE HOJE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.