Os 3 portugueses mais valiosos na CL

Descubra quais os três portugueses que marcaram a diferença na principal competição da Europa no ano passado.

Bruno Fernandes, o lançamento do ano

Um médio atacante foi, certamente, a adição mais importante ao Manchester United na era posterior ao Sir Alex Ferguson. A besta portuguesa constitui uma grande contribuição na linha ofensiva e, graças aos seus desempenhos, os Diabos Vermelhos conseguiram qualificar-se para a Champions League.

Atualmente, com mais de 10 golos e várias assistências nesta época, Fernandes tem mantido o Manchester United competitivo na corrida para o título de campeão.

Apesar de ter sido super eficiente na Premier League, os seus esforços com 4 golos na Champions League não foram suficientes para ajudar o Manchester a participar nas eliminatórias.

Diogo Jota, a salvação

Diogo Jota tem impressionado o público após a sua chegada ao atual campeão da liga, o Liverpool, no verão passado. O incrível ponta-de-lança ornamentou a sua estreia na Premier League ao marcar cinco golos nos primeiros 8 jogos. Não é um mau resultado para o jogador que se acreditava ser o reforço de Firmino.

A estrela em ascensão também se destacou na Champions League. Ele conseguiu marcar quatro golos, incluindo um hat-trick contra a Atalanta, fazendo com que os adeptos do Liverpool não tenham de se preocupar nem um pouco com a ausência de Roberto Firmino.

Os fãs de apostas podem apostar na vitória da equipa do Liverpool. No portal do 1xbetbookmakers, todos podem descobrir como obter o código promocional 1xbet.

Ao enfrentar uma defesa de título difícil, Jota foi um enorme alívio para o clube conseguir continuar, uma vez que a equipa se encontrava prejudicada por lesões sérias em jogadores-chave como Van Dijk e Matip.

João Félix, aproximando-se dos melhores

Depois de uma primeira época complicada em Espanha, a transferência mais cara do Atlético finalmente mostrou a sua classe.

Félix tem sido a luz do Atlético de Madrid no último outono na Champions League, particularmente por ter fornecido um avanço nos últimos 16. Os seus golos contra o Salzburgo e o Bayern em casa asseguraram os pontos preciosos. O avançado português também serviu como a cobertura perfeita para o glorioso Luis Suárez e tem sido o maior poder ofensivo ao seu lado no terço final.

João Félix ainda tem muito trabalho para fazer para que possa ser considerado um dos melhores atacantes da Europa, e já nesta época, o seu progresso sob a alçada de Diego Simeone irá mantê-lo em boa posição antes que suceda uma corrida decisiva de jogos. O Atlético de Madrid tem uma oportunidade promissora de derrubar os habituais detentores do título da La Liga e vai adorar que o seu miúdo dourado contorne o prato.