Ordem de encerramento na Universidade do Minho devido a aluno infetado com coronavírus

O vírus covid-19 continua a ganhar terreno em Portugal.

Nas últimas horas surgiu a informação de mais um infetado em Braga. Trata-se de um estudante universitário de 19 anos que, de acordo com o JN, é natural de Felgueiras, frequenta o campos de Gualtar daquela instituição, e já terá infetado a namorada.

O jornal Diário do Minho avança que, na noite deste sábado, houve uma reunião onde ficou decidido o encerramento do edifício do departamento de História da U.Minho.

Plano de Contingência da Universidade do Minho para o COVID-19

  1. Não são autorizadas, a partir de hoje, deslocações em serviço;​
  2. São suspensas as deslocações em serviço que tenham sido previamente autorizadas;​​
  3. É encerrado o edifício do Instituto de Ciências Sociais (Edifício 15 do campus de Gualtar);​
  4. São suspensas as atividades pedagógicas no campus de Gualtar;​
  5. São encerrados os serviços de bibliotecas e as unidades alimentares no campus de Gualtar;​
  6. São suspensos os eventos e atividades desportivas no campus de Gualtar;​​
  7. É suspensa a realização de conferências, seminários, cerimónias e eventos de natureza similar no campus de Gualtar;​
  8. Professores, investigadores, trabalhadores técnicos, administrativos e de gestão e estudantes oriundos de países com casos confirmados de Covid-19 devem voluntariamente submeter-se a um período de quarentena, de 14 dias, após a sua chegada ao país;​
  9. O modo de funcionamento das unidades de serviços da Universidade, dos Serviços de Ação Social e dos serviços das unidades orgânicas, com atividade no campus de Gualtar, será fixado até ao final do dia 8 de março, sendo o mesmo posteriormente comunicado aos respetivos trabalhadores;
  10. Até que se encontrem disponíveis soluções de desinfeção para colocação ao lado dos terminais de leitura biométrica para controlo de assiduidade, está suspensa a utilização destes equipamentos. O controlo e validação de assiduidade no período em que estiver suspensa a utilização dos referidos terminais será feita pelo respetivo superior hierárquico direto.​

 

 

Famalicão: Despiste provoca um ferido na A3

Na tarde desta quarta-feira, pelas 15h52m, o despiste de um veículo ligeiro, na Auto Estrada 3, freguesia de Oliveira (São Pedro), concelho de Braga, provocou um ferido e danos consideráveis na viatura.
O ferido, considerado ligeiro, foi transportado para o Hospital de Braga pelos BV Famalicenses que mobilizaram para o local dois veículos e oito voluntários.
Foto: BV Famalicenses

Esponja mágica da Mercadona surpreende pela sua versatilidade

A Mercadona introduziu no seu sortido a Esponja Mágica da marca própria, Bosque Verde, que surpreendeu os seus clientes pela sua versatilidade de uso. Trata-se de um produto que está disponível nas mais de 1.600 lojas da Mercadona, em Espanha e Portugal, e que surpreende pela sua eficácia na eliminação de marcas e nódoas de sujidade em diversas superfícies, como portas, paredes, rodapés, chão, material desportivo, entre outros.

A esponja apresenta diversas soluções de limpeza e não danifica os tecidos nem as superfícies sendo, também, eficaz nas juntas dos azulejos, nas mochilas com marcas de lápis de carvão, canetas, ou lápis de cera, nas cadeiras com manchas difíceis e até nos sofás da sala com nódoas.

Trata-se de uma esponja com duas faces: uma branca, que serve para eliminar as manchas mais difíceis, e uma vermelha, que serve para absorver possíveis resíduos de sujidade. E é muito fácil de usar pois basta humedecer a parte branca com bastante água e depois escorrer para começar a limpar. Cada embalagem contém três esponjas que podem ser utilizadas até que se gaste completamente a parte branca.

pub

 

Mercadona doa 670 toneladas de alimentos no primeiro semestre deste ano

A Mercadona doou 670 toneladas de produtos de primeira necessidade no primeiro semestre de 2022 em Portugal. Estas doações, equivalente a mais de 11.000 carrinhos de compra, foram destinadas a mais de 30 cantinas sociais, 5 bancos de alimentos e outras entidades sociais com as quais a empresa colabora. No distrito de Braga, a Mercadona doou 118 toneladas de produtos de primeira necessidade a instituições locais de solidariedade social.

A Mercadona participa, ainda, noutras iniciativas de âmbito nacional que se realizam ao longo do ano. É o caso da “Campanha Vale”, da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome, e da campanha “Shop for Goodness” da Cruz Vermelha Portuguesa, cujo montante angariado foi convertido em cartões de compra que contribuem para a autonomização de famílias carenciadas.

Com mais de 1.660 lojas entre Portugal e Espanha, a Mercadona doou 10.800 toneladas de bens na primeira metade deste ano, o equivalente a 180.200 carrinhos de compras, que se destinaram a mais de 410 cantinas sociais, 60 bancos de alimentos e outras entidades sociais de ambos países.

Estas ações resultam do compromisso da empresa em partilhar com a sociedade parte do que dela recebe. No âmbito deste Plano de Responsabilidade Social e a par da doação de alimentos, a Mercadona colabora com 32 fundações e centros ocupacionais na decoração das suas lojas com murais de trencadís (mosaicos típicos do Mediterrâneo), elaborados por mais de mil pessoas com incapacidade intelectual.

Outra linha estratégica deste Plano de Responsabilidade Social é a sustentabilidade, de que é prova o Sistema de Gestão Ambiental próprio, baseado nos princípios da economia circular e focado na otimização logística, eficiência energética, gestão de resíduos, produção sustentável e redução do plástico. Nesse sentido, a Mercadona, junto dos seus fornecedores Totaler, está a desenvolver a Estratégia 6.25: 6 ações para atingir um triplo objetivo até 2025: reduzir o plástico em 25%, que todas as embalagens sejam recicláveis, e reciclar todos os seus resíduos de plástico.

A Mercadona integra desde 2011 o Pacto Mundial das Nações Unidas para a defesa dos valores fundamentais em matéria de Direitos Humanos, Normas Laborais, Meio Ambiente e Luta contra a Corrupção.

Em Braga, as instituições beneficiárias são Associação de Solidariedade Social de S. Tiago de Fraião (Braga), GASC (Barcelos), Lar de Santo António (Guimarães), Dar as Mãos – Associação de Solidariedade Social (Braga), Lar de Santa Estefânia (Braga), Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Braga (Braga) e Lar Nossa Senhora da Misericórdia (Barcelos)

Famalicão: Mário Passos dá aula aos alunos do 12.º ano da Benjamim Salgado

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Mário Passos, dá esta sexta-feira, pelas 10h10, uma aula/conferência aos alunos do 12.º ano da Escola Padre Benjamim Salgado, na vila de Joane, subordinada ao tema das alterações climáticas.

«Alterações Climáticas: um desafio urgente, emergente e exigente» é o tema da aula que será, também, uma oportunidade para ouvir os jovens sobre as suas ideias para o território de Famalicão, mobilizando-os para serem embaixadores do combate às alterações climáticas nos seus meios de proximidade. A iniciativa do autarca e da Escola Pe. Benjamim Salgado visa reforçar a importância da escola como espaço de aprendizagem e de debate sobre os grandes desafios do futuro para os territórios e para as pessoas.

Após a aula, o autarca desloca-se ao Louro para inaugurar, pelas 11h30, o novo polidesportivo, na Rua Manuel Gonçalves Costa, junto à E.B. 2,3 da freguesia.

Famalicão: Atropelamento deixa ferido grave no Louro

Está em estado grave, um homem vítima de atropelamento na freguesia do Louro.

Socorrido pelos BV Famalicenses, foi transportado para o hospital de Braga.

O acidente aconteceu ao final da tarde desta quarta-feira, na Rua Ernesto Araújo Carvalho. O alerta foi dado às 17:54 e para o o local a corporação enviou um veículo e três bombeiros.

Famalicão: AVC no torneio do 35.º aniversário da AV Braga

A equipa do AVC é uma das convidadas para participar no torneio que assinala o 35.º aniversário da Associação de Voleibol de Braga.

A prova, que começa sábado, conta, ainda, com o VC Viana, SC Braga e Dumiense que será o primeiro adversário da equipa famalicense. O jogo é às 18 horas.

Para domingo estão reservados os jogos de atribuição do terceiro e quarto lugares, às 15 horas. A final disputa-se duas horas depois.

As partidas disputam-se no pavilhão do Colégio João Paulo II, em Braga.

Foto arquivo