Operação Marquês: Sócrates, Silva, Salgado, Vara e Perna vão a julgamento… mas não por corrupção

O juiz Ivo Rosa anunciou esta sexta-feira, durante a leitura da decisão instrutória da Operação Marquês, que José Sócrates não vai a julgamento pelos crimes de corrupção de que estava acusado. No entanto, o ex-primeiro-ministro e o amigo Carlos Santos Silva vão a julgamento por três crimes de branqueamento de capitais e outros tantos de falsificação de documentos.

O ex-banqueiro Ricardo Salgado vai ser julgado por três crimes de abuso de confiança, enquanto que o ex-ministro Armando Vara por um crime de branqueamento de capitais. João Perna, o motorista de Sócrates, será julgado por posse de arma proibida

No final da sessão, o Ministério Público, pelo procurador Rosário Teixeira, comunicou que vai recorrer da decisão de Ivo Rosa.