Oitocentos militares burlam Estado com óculos de sol 30

Oitocentos militares burlam Estado com óculos de sol 31

Oitocentos militares burlam para ter óculos de sol Ray-Ban a custo zero, como se fossem graduados. Uma ótica em Gondomar é acusada de incentivar elementos da GNR e das Forças Armadas a enganar sistema de saúde com documentos falsos.

Os serviços de assistência na doença da GNR e das Forças Armadas foram vítimas de uma gigantesca burla, envolvendo cerca de 800 arguidos, que obtiveram óculos de sol de prestigiadas marcas à custa daqueles subsistemas de saúde. Segundo o Ministério Público, os militares, bem como familiares e amigos destes, terão sido aliciados pelos gerentes de um grupo de lojas de ótica do Grande Porto, que propunha um esquema de falsificação de documentos aos beneficiários do Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA) e Saúde e Assistência na Doença (SAD/GNR). Dos 800 arguidos, 745 assumiram culpa e beneficiaram da suspensão provisória do processo. O Ministério Público de Gondomar acaba de acusar 56 beneficiários dos serviços sociais de crimes de falsificação de documentos. Também indiciou três gerentes da ótica por burla qualificada e usurpação de funções.

Most Popular Topics

Editor Picks