Concelho

MONUMENTO DE HOMENAGEM AOS DADORES DE SANGUE

Os dadores de sangue foram homenageados com a colocação de um monumento no Parque de Sinçães, junto à Casa das Artes. Do arquiteto Miguel Moniz, a obra simboliza uma gota de sangue ou coração, conforme a interpretação de cada um, mas o importante «é que é uma justa homenagem, porque os dadores de sangue de Vila Nova de Famalicão merecem o reconhecimento público da comunidade», manifestou o presidente de Câmara, Paulo Cunha, após a inauguração do monumento e bênção, pelo padre Francisco Carreira; cerimónia que ocorreu no sábado de tarde, dia do dador de sangue famalicense.

«Este monumento aos dadores de sangue era mais do que merecido. Foi reposta justiça», frisou Joaquim Vilarinho, presidente da Associação de Dadores de Sangue de Famalicão.

O programa deste 11.º Dia dos Dadores de Sangue Famalicenses, assinalado no passado dia 10, começou às 9 horas com uma colheita de sangue, nas instalações da Fundação Cupertino de Miranda, que se prolongou até às 16h30.

Pelas 10 horas, na Continental Mabor foram entregues 10 galardões a dadores de sangue, ali funcionários e, assinado um protocolo de cooperação, entre esta instituição e aquela empresa. Às 11 horas, na nova Igreja Matriz, foi celebrada a eucaristia, solenizada pelo Duo Musical Irmãos Sanches, pelos dadores e diretores desta associação, já falecidos.

O almoço de confraternização decorreu no Centro Pastoral de Santo Adrião, durante o qual foram entregues galardões, diplomas e medalhas a dadores.

Previous post

APRIL IVY NA "CASTRO ALVES EM FESTA"

Next post

CANDIDATURAS AOS SELOS FAMALCÃO VISÃO 25

Cidade Hoje