Ministério da Saúde quer aumentar rastreio à covid-19

A Ministra da Saúde, Marta Temido, admite aumentar as ações de rastreio à covid-19, nomeadamente a todos os que estiveram em contato com casos positivos. Até agora só os contatos considerados de alto risco são considerados para rastreio. Ou seja, válido em casos de surto e para pessoas com exposição prolongada ao doente infetado, como coabitantes.

Após a reunião com os especialistas no Infarmed, que decorreu ontem, Marta Temido pediu à DGS para rever a norma, tornando a testagem mais abrangente.

O objetivo é não deixar cair o número de teste mesmo com o decréscimo do número de casos diários de infeção.