Mercadores abastecedores doaram mais de mil toneladas de produtos frescos

A Sociedade Instaladora de Mercados Abastecedores (SIMAB) doou, em 2018, mais de mil toneladas de frutas e legumes a 72 mil instituições de apoio social, ao abrigo do programa de combate ao desperdício alimentar, foi hoje anunciado.

“Nos nossos quatro mercados abastecedores foram recolhidos 1.995.493,11 quilogramas de frutas e legumes, o que permitiu doar e ajudar 72.561 organizações com produtos frescos”, disse Rui Paulo Figueiredo, presidente da SIMAB, em Portimão.

Ao intervir no fórum “Combate ao Desperdício Alimentar – uma causa de todos”, que decorreu na cidade algarvia de Portimão, aquele responsável referiu que das mais de mil toneladas, “25% das recolhas foram efetuadas na região de Lisboa (MARL), e as restantes 75% nos mercados abastecedores das regiões de Braga (MARB), Évora (MARE) e de Faro (MARF).

“São números elucidativos do empenho de todo o país na redução do desperdício alimentar, uma luta mundial que é uma das nossas prioridades”, destacou.

Rui Paulo Figueiredo acrescentou que a SIMAB, empresa do setor empresarial do Estado, e uma das maiores plataformas de logística agroalimentar do país, “tem vindo a reforçar o combate ao desperdício alimentar, estando prevista a criação de um novo espaço para aumentar a capacidade de armazenamento de produtos frescos [frutas e legumes]”.

“Para além do aumento da capacidade de armazenamento, temos previstas campanhas de sensibilização e de comunicação em colaboração com diversas organizações recetoras”, destacou.

Criada em 1993, a SIMAB é uma sociedade anónima que presta serviços de gestão, conceção, instalação, dimensionamento, revitalização e modernização de mercados abastecedores e municipais, sendo a acionista maioritária dos mercados abastecedores das regiões de Lisboa, Braga, Évora e Faro.

O combate ao desperdício alimentar foi o tema do fórum escolhido por diversas entidades para assinalar o Dia Mundial da Alimentação, no auditório do Museu Municipal de Portimão, no distrito de Faro.

Na iniciativa promovida pelo Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve, em parceria com a Câmara de Portimão e a Universidade do Algarve, participaram entidades ligadas à temática do combate ao desperdício alimentar, organizações não governamentais e associações ligadas à distribuição dos produtos.

Most Popular Topics

Editor Picks