Marcelo proíbe governo de proibir a venda de livros em superfícies comerciais

Os livros vão poder voltar a ser comercializados em superfícies comerciais.

A informação já estava a ser avançada esta quinta-feira e acabou por ser confirmada pelo Primeiro Ministro, António Costa.

O governante diz que esta exceção é a que resulta do decreto do Presidente da República. Assim sendo, livros e material escolar podem voltar a ser vendidos nos estabelecimentos que se mantêm abertos, como super e hipermercados.