Mais de metade das declarações do IRS já foram entregues

Cerca de 3,2 milhões de declarações de IRS, mais de metade do total (54%), já foram entregues, no primeiro mês da campanha, havendo 651.446 agregados familiares com reembolso já processado, segundo o Ministério das Finanças.

De acordo com os dados estatísticos do Ministério das Finanças, até dia 30 de abril, a Autoridade Tributaria liquidou 1.1179.358 declarações de IRS, entre as quais se incluem 651.446 com ordem de pagamento de reembolsos no valor de 526 milhões de euros.

A conjugação destes dados indica que o reembolso médio pago ronda atualmente os 807 euros.

Há um ano, no final do primeiro mês da campanha de entrega do IRS, tinham sido processados cerca de 210 mil reembolsos no valor de 230 milhões de euros.

Do número de declarações já liquidadas (entre as mais de 3,2 milhões já entregues) resultaram ainda 124.847 notas de cobrança no valor de 52 milhões de euros e 403.065 nulas, situação em que o contribuinte em causa não tem a imposto a pagar nem a receber.

Os mesmos dados revelam também que, das mais de 3,2 milhões de declarações já entregues e que correspondem a cerca de 54% das que foram submetidas no ano passado, há 1.247.894 que dizem respeito ao IRS automático.

O prazo para a entrega da declaração anual dos rendimentos auferidos em 2020 iniciou-se em 01 de abril e termina em 30 de junho, sendo que cerca de 3,5 milhões de agregados familiares podem beneficiar do IRS automático, o que torna a entrega mais simples e mais rápida.

De acordo com os prazos previsto na lei, a liquidação do IRS tem de estar concluída em 31 de julho, tendo o imposto de ser pago ou devolvido (via reembolso) até 31 de agosto.