Maioria das empresas têxteis sofre forte redução de encomendas

A quebra nas encomendas tem sido o principal problema no setor têxtil e vestuário, depois que a pandemia provocada pelo covid-19 se verificou em Portugal. Esta é uma das conclusões do inquérito feito pela ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal às empresas do setor.

Ainda no que diz respeito a dificuldades, há problemas em encontrar matéria-prima; a produção de equipamento de proteção individual é alternativa apenas para ¼ das empresas; e há muitas críticas apontadas às medidas que o Governo implementou para o setor.

Para fazer face aos problemas encontrados desde início de março, muitas empresas optaram por recorrer ao lay-off.

O presidente da ATP, Mário Machado, escreve que paira uma grande incerteza quer em Portugal quer na Europa relativamente à retoma económica e não existem medidas adequadas para a favorecer.

Most Popular Topics

Editor Picks