Jovens discutem a igualdade de oportunidades nas regiões periféricas

As regiões espanholas de Lanzarote e Cantábria receberam, recentemente, o encontro internacional de formação de jovens líderes e agentes educativos no âmbito do ANIMA 2021 (Encontro Internacional de Animação Sociocultural) e projeto Geo Equity, apoiado pelo Programa Erasmus +.
Nesta atividade da PASEC – Plataforma de Animadores Socioeducativos e Culturais a discussão esteve na igualdade de oportunidades entre jovens que habitam nas regiões periféricas (como ilhas ou regiões interiores de baixa densidade) e as chamadas regiões de grande densidade populacional e do litoral.
As várias dezenas de jovens refletiram sobre as fronteiras que os dividem, das certezas que não passam de crenças e da forma como olhamos para conceitos como “controlo” e “propriedade”.
Esta foi mais uma etapa do Geo Equity que busca uma resposta integrada do ponto de vista da promoção de redes colaborativas com base em dinâmicas de educação não formal de combate à xenofobia, preconceito e falta de solidariedade para com os jovens migrantes.
Este projeto envolve mais de 180 jovens de forma direta, na sua maioria jovens com menos oportunidades, oriundos de comunidades migrantes, minorias, jovens NEET e uma parte importante que habita em regiões ditas periféricas.