INICIADOS DO FC FAMALICÃO CONTINUAM NA ELITE NACIONAL

No próximo domingo, às 11 horas, os iniciados do FC Famalicão recebem a AD Esposende. Trata-se da última jornada do Campeonato Nacional, fase manutenção. O jogo, que por certo os famalicenses quererão vencer, é, no entanto, para cumprir calendário, visto que a equipa orientada por Tiago Pinto consumou, na ronda anterior, com uma vitória (2-0) sobre o Barroselas, o objetivo da época: a manutenção.

Deste modo, a formação de sub-15 continuará, na próxima época, entre a elite nacional, facto que agrada ao treinador. «É muito importante para o clube estar entre as melhores equipas para elevar o nível de competitividade dos jogadores que, nesta idade, começam a definir-se como potenciais futebolistas», realça o Tiago Pinto.

Olhando para trás, o técnico considera que os seus atletas souberam formar «uma equipa coesa e determinada», numa época muito exigente mas na qual o compromisso dos jogadores «foi fundamental para assegurar o nosso objetivo». Em algumas fases da época, avança, «não estivemos tão bem como desejávamos» mas, mesmo assim, Tiago Pinto considera que «fomos muito capazes e a manutenção é um prémio para os jogadores, diretores e para o clube. Todos confiaram em nós e na nossa capacidade para concretizar a meta minimamente exigível para um clube da dimensão do FC Famalicão».

(Foto: FC Famalicão)

FC Famalicão vence nos quartos de final da Taça da Liga

A equipa feminina do FC Famalicão venceu, na tarde deste domingo, o Lank Vilaverdense, por 3-1.

Na Academia e no primeiro jogo dos quartos de final da Taça da Liga, o Famalicão foi claramente superior em todos os momentos do jogo e só deve a si um resultado bem mais folgado.

Os três golos famalicenses foram apontados na primeira parte, por Laís Araújo, Pati e Alidou, em resultado de uma boa exibição.
O Lank Vilaverdense esboçou, nos primeiros minutos da segunda parte, uma reação e fez um golo.

Até final, a equipa treinada por Miguel Afonso desperdiçou mais algumas oportunidades para dilatar o marcador.

FC Famalicão isento da primeira eliminatória da Taça de Portugal de futsal

Realizou-se, esta quinta-feira, no auditório 2 da Cidade do Futebol, o sorteio da primeira eliminatória da Taça de Portugal Placard, em futsal. Com 53 clubes, o sorteio começou por definir as primeiras 23 equipas isentas, de entre as quais está o SC Cabeçudense/FC Famalicão.

A eliminatória está dividida em duas séries, sendo que na Norte, o São Mateus vai receber o Águias Vimioso.

Recorde-se que as duas equipas famalicenses competem no campeonato nacional da 3.ª divisão, cuja primeira jornada disputa-se este fim de semana.

Famalicão: João Pedro Sousa aceitou o convite em três minutos

Tal como CIDADE HOJE avançou, em primeira mão, João Pedro Sousa está de regresso ao FC Famalicão e o contrato é válido por época e meia. Depois do sucesso em 2019/2020, com o sexto lugar na primeira liga, o treinador saiu em janeiro de 2021, e volta a uma casa que bem conhece, depois de passagens pelo Boavista e Al Raed, da Arábia Saudita.

Na conferência de imprensa de apresentação, ao final da manhã desta quinta-feira, foi um sorridente João Pedro Sousa que se apresentou aos jornalistas. Logo defendeu que «não gosta de vender sonhos», reconheceu que o momento da equipa «é difícil», mas, doravante, «vamos jogar para ganhar»

Logo que Miguel Ribeiro lhe ligou a resposta não demorou mais de 3 minutos, garante, porque «sempre me identifiquei com o clube, com as pessoas que aqui trabalham, com o projeto e com a cidade» E, assim, reconheceu, «continuam reunidas as condições para aqui trabalhar», num regresso que lhe revelou «mais competência e mais ambição para fazer crescer o clube».

Aos votos de «bem-vindo», do presidente da SAD, João Pedro Sousa logo lançou um olhar sobre o plantel «que conheço bem e estou identificado com o seu valor». Voltar a ser «feliz» em Famalicão, motivar e trabalhar os jogadores «para jogarem com alegria» e inverter o ciclo negativo já no próximo jogo (em casa, com o Boavista), são as primeiras premissas. E tudo isto para «dar alegrias aos nossos adeptos».

«É preciso trabalhar muito, porque estamos numa situação muito complicada», avisou. Trabalho que não enjeita «porque estamos num clube e numa cidade de muita coragem».

Doravante, há, então, «que lutar, trabalhar e correr para vencer» para, o mais cedo possível, «entrar numa velocidade de cruzeiro e em zonas classificativas que nos deem alguma tranquilidade».

Mas as primeiras palavras de João Pedro Sousa foram de reconhecimento para o seu antecessor Rui Pedro Silva. Foi também pelo reconhecimento ao ex-treinador que Miguel Ribeiro começou. Depois do desenlace, o dirigente assume que o clube tinha várias opções em carteira, mas a escolha «recaiu em João Pedro Sousa, porque conhece esta casa e pela qualidade do seu trabalho», através do qual «vamos conseguir os nossos objetivos». E o que pediu a João Pedro Sousa? «O que pedimos ao João foi um jogo, um jogo capaz de nos levar a um bom patamar, enquadrando os nossos jogadores e para fazer crescer o Famalicão colocando-o no patamar onde pretendemos».

João Pedro Sousa tem como adjuntos Carlos Pacheco, Manuel Santos, Paulo Silva, Vítor Alcino e Ricardo Silva.

FC Famalicão apresenta novo treinador esta quinta-feira

O FC Famalicão acaba de convocar a comunicação social para a apresentação do novo treinador da equipa principal, que vai substituir Rui Pedro Silva. A sessão decorre às 12h30, em conferência de imprensa no Estádio Municipal.

Rui Pedro Silva saiu do clube, por mútuo acordo, depois da derrota (1-0), no domingo passado, com o Casa Pia. Com sete jornadas já disputadas na Liga Biwn a equipa soma apenas 4 pontos.

Rui Pedro Silva já não é treinador do FC Famalicão

A SAD do Futebol Clube de Famalicão acaba de comunicar que o treinador Rui Pedro Silva já não é treinador da equipa principal.

A SAD refere que o fim do contrato é por mútuo acordo. Ao treinador, os dirigentes «agradecem o empenho e profissionalismo que sempre empregou ao serviço desta instituição, desejando os maiores sucessos pessoais e profissionais».

Rui Pedro Silva sai ao fim de sete jornadas, com apenas uma vitória e um empate e a décima sexta posição. A derrota, no domingo passado, no Estádio do Jamor, terá sido determinante para este desfecho.

A saída de Rui Pedro Silva nesta altura – paragem do campeonato para compromissos da Seleção – dará algum tempo à SAD famalicense para encontrar um substituto que terá mais de uma semana para preparar a receção ao Boavista, agendada para o dia 2 de outubro.

Rui Pedro Silva ingressou no FC Famalicão no decurso da época passada, tendo contribuído para a manutenção da equipa na primeira Liga, quando se encontrava nos últimos lugares. Chegou em dezembro de 2021, com a equipa na penúltima posição e levou-a ao oitavo lugar, a segunda melhor posição de sempre do clube, com 39 pontos.