INE atesta a relevância socioeconómica do cluster em Famalicão

INE atesta a relevância socioeconómica do cluster em Famalicão

Empresas competitivas e tecnologicamente avançadas, de referência nacional e internacional, fazem de Vila Nova de Famalicão um dos mais relevantes municípios portugueses na indústria agroalimentar.

Aliás, a importância crescente deste sector económico levou já a Câmara Municipal a definir como prioridade do Plano Estratégico 2014-2025 a criação de um Centro de Competências do Agroalimentar para o Sector das Carnes. Um centro de dimensão nacional e vocação internacional, com parceiros de renome e inovador pelo conceito, pois aproveitará a capacidade instalada em empresas, universidades e centros de investigação.

Os dados macroeconómicos, divulgados recentemente pelo INE no Anuário Estatístico Regional 2016, atestam a relevância socioeconómica do cluster em Famalicão: 2.893 pessoas ao serviço (2.777 em 2014, mais 4,2%), 167 empresas (162 em 2014, mais 3%), 337 milhões de euros de volume de negócios, 58 milhões em exportações (56 milhões em 2014, mais 4,7%) e 60 milhões de euros de valor acrescentado bruto (57 milhões em 2014, mais 3,7%).

A Vieira de Castro, que é o maior fabricante português de bolachas e amêndoas e o único produtor de drageias de chocolate, e outras empresas especializadas em produtos de charcutaria e carne fresca, como a Primor, Porminho, ICM e Campicarn, representam a força deste sector estratégico da economia nacional.

Dados macroeconómicos

  • Número de pessoas ao serviço: 2.893
  • Número de empresas: 167
  • Volume de negócios: 337M€
  • Volume de exportações: 58M€
  • Valor Acrescentado Bruto (VAB): 60M€

Most Popular Topics

Editor Picks