Grupo que traficava droga vê julgamento adiado devido à pandemia

Devido à falta de espaço, o Tribunal de Braga adiou o julgamento de 16 arguidos acusados de tráfico de droga em vários concelhos, incluindo em Vila Nova de Famalicão.

Os arguidos são acusados de consumo e venda de estupefacientes, nomeadamente cocaína, cannabis, heroína e MDMA.

O processo esteve a cabo do Núcleo de Investigação Criminal da GNR da Póvoa de Lanhoso, depois de escutas telefónicas e vigilâncias.

Além dos detidos, foram apreendidos computadores, tablets, dinheiro, carros, munições, droga e artefactos ligados ao tráfico de droga.

Sete dos arguidos estavam em prisão preventiva, mas passaram a domiciliária, com pulseira, devido à pandemia.

É também devido à pandemia pela covid-19 que o julgamento foi adiado, porque é necessária uma sala que garanta um distanciamento de dois metros entre os elementos presentes.