Governo propõe aumentos de 7 euros para salários mais baixos do Estado

Depois de uma greve nacional na Administração Pública, a 31 de janeiro, os representantes dos trabalhadores da função pública voltam à mesa de negociações com o Governo. Com as contas do Orçamento do Estado fechadas, o Governo terá encontrado margem para ir mais longe do que a proposta inicial de 0,3%.

O aumento salarial será de sete euros, pouco mais do que 1%, para os dois níveis mais baixos da tabela remuneratória.

De acordo com a proposta, a atualização em sete euros será retroativa a 1 de janeiro de 2020 e será dirigida aos funcionários públicos que atualmente se encontrem posicionados entre os níveis 4 e 5 da Tabela Remuneratória Única (TRU), cujos salários vão aumentar para, respetivamente, 642,07 e 690,13 euros.

Os restantes salários da função pública terão uma atualização de 0,3%, tal como já tinha sido anunciado, com efeitos a 1 de janeiro de 2020.

A medida deve abranger cerca de 150 mil trabalhadores

Most Popular Topics

Editor Picks