Governo está trabalhar numa nova legislação sobre segurança rodoviária para alterar sanções como as relacionadas com o uso do telemóvel

“Ao nível da legislação temos de melhorar determinadas situações, nomeadamente no que diz respeito às sanções”, disse Patrícia Gaspar, considerando que a condução sob efeito do álcool e com utilização de aparelhos, como os telemóveis, “são situações que não podem ser obviamente aceitáveis e põem em perigo a segurança de quem pratica estes atos e dos restantes condutores”.

A secretária de Estado participou numa conferência de imprensa de apresentação do balanço provisório da sinistralidade e fiscalização rodoviária de 2019 e da campanha de Natal e Ano Novo, promovida pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Questionada sobre as alterações legislativas, Patrícia Gaspar referiu que o Governo está a trabalhar na legislação relativa à segurança rodoviária, sendo “a penalização e as sanções associadas a determinado tipo de infrações temas que estão em cima da mesa”.

“Não consigo garantir neste momento a 100% qual será o resultado final dessas decisões, mas posso garantir que é algo que está a ser trabalhado para que nos próximos meses possamos apresentar soluções alternativas ao que hoje em dia está estipulado”, precisou.

Assumindo que a segurança rodoviária é “uma prioridade” do Governo, Patrícia Gaspar adiantou que será também reforçada a fiscalização das infraestruturas rodoviárias e dada continuidade às campanhas de sensibilização, designadamente direcionadas para alvo específicos, como jovens.

A secretária de Estado considerou ainda fundamental “a componente do cidadão”.

“Por melhor que se trabalhe na área da fiscalização, por mais adequada que se seja a legislação em matéria de segurança rodoviária e por melhor que seja o socorro, há um papel fundamental e que depende de cada um de nós”, frisou, sustentando que “este é um desígnio nacional”.

Os dados hoje divulgados mostram que o número de mortos nas estradas diminuiu 7% no ano passado em relação a 2018, totalizando 472, mas os acidentes rodoviários, os feridos graves e ligeiros aumentaram.

“Falar de 472 vítimas mortais num ano é obviamente um número que não pode agradar a ninguém e não pode sobretudo trazer nenhum tipo de sentimento de confiança ou de trabalho completamente terminado, muito pelo contrário”, disse.

A secretária de Estado considerou ainda que “estes números não podem obviamente deixar satisfeitos, nem tão pouco com a sensação de missão cumprida”.

Mercadona doa 670 toneladas de alimentos no primeiro semestre deste ano

A Mercadona doou 670 toneladas de produtos de primeira necessidade no primeiro semestre de 2022 em Portugal. Estas doações, equivalente a mais de 11.000 carrinhos de compra, foram destinadas a mais de 30 cantinas sociais, 5 bancos de alimentos e outras entidades sociais com as quais a empresa colabora. No distrito de Braga, a Mercadona doou 118 toneladas de produtos de primeira necessidade a instituições locais de solidariedade social.

A Mercadona participa, ainda, noutras iniciativas de âmbito nacional que se realizam ao longo do ano. É o caso da “Campanha Vale”, da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome, e da campanha “Shop for Goodness” da Cruz Vermelha Portuguesa, cujo montante angariado foi convertido em cartões de compra que contribuem para a autonomização de famílias carenciadas.

Com mais de 1.660 lojas entre Portugal e Espanha, a Mercadona doou 10.800 toneladas de bens na primeira metade deste ano, o equivalente a 180.200 carrinhos de compras, que se destinaram a mais de 410 cantinas sociais, 60 bancos de alimentos e outras entidades sociais de ambos países.

Estas ações resultam do compromisso da empresa em partilhar com a sociedade parte do que dela recebe. No âmbito deste Plano de Responsabilidade Social e a par da doação de alimentos, a Mercadona colabora com 32 fundações e centros ocupacionais na decoração das suas lojas com murais de trencadís (mosaicos típicos do Mediterrâneo), elaborados por mais de mil pessoas com incapacidade intelectual.

Outra linha estratégica deste Plano de Responsabilidade Social é a sustentabilidade, de que é prova o Sistema de Gestão Ambiental próprio, baseado nos princípios da economia circular e focado na otimização logística, eficiência energética, gestão de resíduos, produção sustentável e redução do plástico. Nesse sentido, a Mercadona, junto dos seus fornecedores Totaler, está a desenvolver a Estratégia 6.25: 6 ações para atingir um triplo objetivo até 2025: reduzir o plástico em 25%, que todas as embalagens sejam recicláveis, e reciclar todos os seus resíduos de plástico.

A Mercadona integra desde 2011 o Pacto Mundial das Nações Unidas para a defesa dos valores fundamentais em matéria de Direitos Humanos, Normas Laborais, Meio Ambiente e Luta contra a Corrupção.

Em Braga, as instituições beneficiárias são Associação de Solidariedade Social de S. Tiago de Fraião (Braga), GASC (Barcelos), Lar de Santo António (Guimarães), Dar as Mãos – Associação de Solidariedade Social (Braga), Lar de Santa Estefânia (Braga), Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Braga (Braga) e Lar Nossa Senhora da Misericórdia (Barcelos)

Famalicão recebe Campeonato Nacional de Estrada no dia 2 de outubro

No dia 2 de outubro são esperados perto de dois mil atletas na 22.ª edição da prova Famalicão-Joane que este ano conta para o Campeonato Nacional de Estrada, razão pela qual terá os melhores atletas nacionais nesta modalidade. As inscrições continuam abertas até 27 de setembro, no site da Federação Portuguesa de Atletismo, em: https://fpacompeticoes.pt/1584/inscrever

O percurso escolhido continua a ser a Estrada Nacional 206, mas com saída e chegada no Parque da Ribeira, em Joane (retorno faz-se na rotunda que dá acesso à autoestrada), numa distância de 10 km, contrariamente aos habituais 12km que ligavam a cidade à vila. As senhoras saem às 10h50 e os homens às 11h15.

Englobadas no programa continuam a Bike Tour (de Famalicão-Joane) e a caminhada Vermoim-Joane. Ivânia Fernandes, presidente da ATC, explica que o Bike Tour será a primeira prova a sair para a estrada, às 9 horas, que se mantém de Famalicão a Joane. Às 10 horas, arranca a caminhada de Vermoim até Joane.

A apresentação da prova decorreu esta terça-feira, nos Paços do Concelho, com a presença de Ivânia Fernandes; do presidente da Associação de Atletismo de Braga, Manuel Pacheco; do vereador do Desporto, Pedro Oliveira, e do presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, Jorge Vieira.

O responsável máximo a nível nacional diz que «é uma cooperação virtuosa que nós temos e um privilégio quando organizamos uma competição de caráter nacional associada a uma prova já com créditos, com tradição formada, com capacidade organizativa, uma vez que é um evento com qualidade e imagem pública», sublinha.

O presidente da Associação de Atletismo de Braga realça que os 10km da prova estão «certificados e homologados», num percurso «rápido, apesar de não totalmente plano». Manuel Pacheco destaca a «tradição desportiva de Famalicão» e diz que tem «orgulho» em ter esta prova no calendário da Associação de Atletismo de Braga.

O município de Famalicão apoia esta prova, que engloba o lote daquelas que sobressaem a nível nacional. Aliás, esta é a segunda vez que a ATC organiza o campeonato nacional de estrada, a primeira vez foi em 2004/5.

O vereador do Desporto enaltece a presença de atletas de referência nacional, mas destaca também como muito importante o grande número de atletas amadores que justificam o princípio do «deporto para todos». Pedro Oliveira lembra que Famalicão é o concelho com mais provas e atletas inscritos na Associação de Atletismo de Braga, pelo que «Famalicão é hoje um município reconhecido também por aquilo que as suas gentes e instituições conseguem fazer». Neste aspeto, o autarca deu os parabéns à ATC pelo seu «papel relevante» no desporto, na ação social e na cultura.

Como referência, os Campeonatos Nacionais de Estrada realizam-se desde 1990 e tiveram lugar pela primeira vez no Campo Grande, em Lisboa. Naquele ano, Conceição Ferreira e Dionísio Castro foram os primeiros campeões nacionais. A prova tem decorrido em várias regiões do país. Famalicão recebe pela segunda vez, mas é objetivo da ATC realizar várias provas seguidas a contar para o calendário nacional, por forma a dar notoriedade a este evento desportivo. Jorge Vieira, da Federação Portuguesa de Atletismo, não nega essa possibilidade mas lembra que há vários municípios a solicitar essa organização, afirmando que essa é uma equação a ponderar.

Famalicão: Hospital assinala Dia Mundial da Segurança e do Doente

No passado sábado, comemorou-se o Dia Mundial da Segurança do Doente, este ano com o tema “Segurança da Medicação” e, em Famalicão, o Centro Hospitalar do Médio Ave fez questão de assinalar este dia, dada a sua importância e, também, para sensibilizar profissionais e utentes.

Durante a semana as fachadas dos edifícios do CHMA foram iluminadas com a cor laranja, cor oficial definida pela OMS. Foram, ainda, criadas informações de educação para a saúde, disponíveis no site do CHMA e nas TV’s das salas de espera.

Esta causa uniu todos os profissionais que envergaram, simbolicamente, T-shirts alusivas ao dia.

Famalicão: PSP detém duas pessoas (condução ilegal e sob o efeito do álcool)

Na madrugada desta terça-feira, pelas 02H00, a PSP deteve uma mulher, com 31 anos de idade, que conduzia veículo automóvel sem carta de condução.

Também esta terça-feira, um homem, de 38 anos, foi detido por condução de veículo automóvel com taxa de alcoolemia superior à permitida por lei; acusou uma TAS de 1,31 g/l no sangue.

Famalicão organiza diversas atividades na Semana Europeia da Mobilidade

Famalicão associa-se à Semana Europeia da Mobilidade, que decorre de 16 a 22 de setembro, com um conjunto de atividades promotoras de modos de locomoção suaves para o meio ambiente, a que deu o título de “Combina e Move-te”.

Organizada pelo Município de Vila Nova de Famalicão, através do pelouro da Mobilidade e Segurança Rodoviária, acontece no renovado espaço central da cidade e outros espaços do concelho.

A iniciativa arranca no próximo sábado, dia 17 de setembro, com a ação «Pelo Chão da Cidade» que abrange a educação rodoviária e a dança, e que acontecem entre as 10h e as 18h30, na Praça D. Maria II e na Rua João de Faria Guimarães.

Na terça-feira, 20 de setembro, serão colocados bicicletários na Escola Básica Integrada de Arnoso Santa Maria, onde também terá lugar uma sessão de sensibilização sobre o uso da bicicleta e os cuidados a ter.

Para quem utilizar o “Voltas”, nos dias 21 e 22 de setembro, das 10h00 às 12h00 e das 14h00 às 16h30, poderá usufruir durante a viagem de momentos de poesia e de leitura de pequenos contos.

Ainda no dia 22 de setembro, quinta-feira, data da comemoração do «Dia Europeu Sem Carros», haverá atividades abertas ao público junto ao Centro Escolar de Ribeirão, que abrangem a Escola de Educação Rodoviária, jogos tradicionais, workshop de cerâmica artística e diversas atividades desportivas.

Refira-se que, anualmente, de 16 a 22 de setembro, os cidadãos europeus têm a oportunidade de celebrar uma semana inteira de atividades dedicadas à mobilidade sustentável, com o objetivo de promover um debate alargado sobre a necessidade da alteração de atitudes e comportamentos relativamente à mobilidade, em particular no que toca à utilização do veículo automóvel.

Recorde-se que a iniciativa Semana Europeia da Mobilidade foi criada em 2002, após o sucesso do Dia Europeu sem Carros (DESC), em 2000 e 2001, pela Comissária para o Ambiente e com o apoio político e financeiro da Comissão Europeia (CE). Trata-se de uma parceria entre a Coordenação Europeia, as Autoridades locais e a CE.

 

A programação da Semana Europeia da Mobilidade encontra-se disponível na página: www.famalicao.pt/combina-e-move-te .

 

Os melhores atletas nacionais na Famalicão-Joane

No próximo dia 2 de outubro cumpre-se a 22.ª edição do Famalicão-Joane. Este ano, em simultâneo, realizar-se-á o Campeonato Nacional de Estrada 2021-2022, com a atribuição dos respetivos títulos nacionais, pelo que a prova contará com os melhores atletas portugueses da atualidade.

Excecionalmente, a prova terá algumas alterações: O percurso terá 10 Km, distância homologada, ao invés dos tradicionais 12 km, sendo que a prova principal partirá de Joane em direcção a Vila Nova de Famalicão, fazendo o retorno em Requião para voltar à vila joanense onde estará instalada a meta.

Esta jornada de atletismo contempla, ainda, o regresso da Caminhada Vermoim-Joane e do passeio de Bicicleta Bike Tour Famalicão Joane, iniciativas interrompidas devido à pandemia.

Esta organização da Associação Teatro Construção, com o apoio da Câmara Municipal, tem o seguinte programa: 09H00: Bike Tour Famalicão Joane (12Km), passeio de bicicleta (partida em Vila Nova de Famalicão, junto à rotunda da Paz); 10H00: Vermoim – Joane (4Km), caminhada (partida em Vermoim junto à igreja);; 10H50: Famalicão – Joane/Campeonato Nacional de Estrada 10 Km Femininos (partida e chegada em Joane no Parque da Ribeira); 11H15: Famalicão – Joane/Campeonato Nacional de Estrada 10 Km Masculinos (partida e chegada em Joane no Parque da Ribeira).

As inscrições, que terminam a 27 de setembro, estão abertas em: fpacompeticoes.pt