Governo descarta aumento de impostos

O Governo prevê que o PIB cresça 4% este ano e 4,9% em 2022. Já relativamente ao desemprego, o Ministro de Estado e das Finanças afirma que este ano poderá chegar aos 7,3%, ligeiramente acima do ano passado. João Leão justifica a subida do desemprego devido à crise económica provocada pela pandemia. Em 2022 e nos anos seguintes, o governante prevê uma redução da taxa de desemprego.

Ainda relativamente à quebra da economia devido ao covid-19, o Ministro de Estado e das Finanças garante que o país tem capacidade para enfrentar esta crise «sem receio de austeridade e de ter de aumentar impostos».