Governo avisa escolas para prepararem ensino à distância

Muito embora o Ministro da Educação tenha dito que, para já, não estava a considerar regressar ao ensino à distância, o Governo terá enviado um email avisando os estabelecimentos de ensino para que estejam preparados para ativar o ensino não presencial.

O email da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares foi enviado no mesmo dia (21 de janeiro) em que foi anunciada a suspensão das atividades escolares. A notícia é avançada esta segunda-feira pelo Jornal de Notícias e o Correio da Manhã, que dizem que foram dadas indicações para preparar o ensino online.

Recorde-se que o encerramento das escolas foi anunciado depois de uma decisão do Conselho de Ministros, e explicado pelo Ministro da Educação. Em conferência de imprensa, Tiago Brandão Rodrigues avisou que a suspensão mantinha-se até 8 de fevereiro, com os alunos sem aulas e com a compensação nas férias de Carnaval e Páscoa, mas também com a extensão das aulas na primeira semana das férias de verão.

Durante a conferência o ministro defendeu que o objetivo do Governo é manter as aulas presenciais. A possibilidade de retomar o ensino à distância, que foi opção na primeira fase de confinamento, em março de 2020, não foi considerada uma opção.