País

GNR encontra tráfico de seres humanos em loja dos chineses

A GNR encontrou, sexta-feira à noite, indícios de tráfico de seres humanos numa superfície comercial explorada por chineses na Aldeia de Paio Pires, Seixal.

Cerca de 20 militares da GNR de Almada, em conjunto com o ACT e Autoridade Tributária realizaram uma operação de fiscalização no espaço por suspeitas de insalubridade pública e trabalho ilegal, mas acabaram por se deparar com indícios do crime de tráfico de seres humanos. Ao que foi possível apurar, os militares da GNR encontraram a residir no local 17 cidadãos de nacionalidade nepalesa, quatro cidadãos de nacionalidade chinesa, um romeno, uma brasileira e um português.

De acordo com fonte oficial da GNR, três cidadãos nepaleses foram notificados para abandonar voluntariamente o território português e 14 foram realojados pela Segurança Social em casas em Lisboa. O JN apurou que os inspetores da ACT passaram 36 autos por infrações à legislação laboral e ainda foram encontrados indícios do crime de maus tratos a animais, dois cães que partilhavam o espaço sem condições de higiene. Não houve detenções, tendo o expediente sido enviado para o Ministério Público do Seixal que vai agora avaliar os indícios recolhidos e decidir pela abertura de inquérito pelo crime de tráfico de seres humanos.

Previous post

Peão morre atropelado em Cruz

Next post

PSP e GNR multaram mais de cem condutores por dia por uso do telemóvel em 2018

Imprensa Externa