GALP termina atividade na refinaria de Matosinhos

A GALP vai deixar as operações de produção na refinaria de Matosinhos e concentrar a atividade na Refinaria de Sines. Vai ser dado início ao processo de descontinuação das operações de produção mas será mantida como infraestrutura logística.

A GALP recorda que a decisão já foi equacionada em algumas ocasiões e que agora se torna inevitável devido ao contexto de transição energética, que contribuiu para a procura de energia de menor intensidade carbónica.

Garante que o aprovisionamento e a distribuição de combustíveis no país não serão afetados por esta decisão.

A preocupação está quantos aos trabalhadores. A empresa promete analisar as soluções mais adequadas.