Futebol: Mão acidental no ataque não anula imediatamente os lances de golo

A IFAB, International Football Association Board, organismo que rege as regras do futebol profissional, decidiu emendar a obrigatoriedade de anular todos os lances ofensivos que terminem em golo e nos quais existam uma mão acidental. A nova regra entra em vigor a 1 de julho, pelo que não será ainda aplicada no Campeonato da Europa.

A partir desta data, se num lance existir um golo em que antes tenha tido um toque acidental na mão de um jogador, que não o marcador do golo, o lance pode ser validado pelo árbitro.

«Como a interpretação dos lances que envolvam o toque da bola na mão nem sempre foi consistente, devido a aplicações incorretas da lei, os membros do organismo confirmaram que nem todos os toques da mão e/ou braço de um jogador na bola podem ser penalizados», explicou o IFAB.