Futebol: Campeonato com 16 equipas, meias-finais da Taça a uma mão e três fases na Taça da Liga

Os grupos de trabalho designados pela Liga de Clubes para debater melhorias no futebol nacional já tem propostas sobre a mesa. Uma delas passa por um campeonato com 16 equipas na época 2022/23, evitando uma sobrecarga do calendário, atendendo a proximidade do Campeonato do Mundo do Catar. Proposta que carece de aprovação em Assembleia Geral e que, a acontecer, determinará ajustes na próxima época quanto a descidas e subidas.

Outra das propostas visa a Taça de Portugal, cujas meias-finais passam a ser jogadas a uma só mão, em campo neutro.

Para a Taça da Liga sugerem três fases distintas. Na primeira, com 16 equipas da Segunda Liga + 12 da Liga NOS (exceto as participantes nas competições europeias); segunda fase entre as 14 classificadas da fase inicial, mais duas equipas que disputarão a Liga Europa e Conference League. A terceira fase em grupos com 12 equipas (8 da 2.ª fase + 4 melhores classificados; quatro grupos de 3 equipas cada, com o vencedor de cada grupo a seguir para a final a quatro.

Há, ainda, outras propostas, das quais se destacam uma melhor distribuição das verbas provenientes de apostas, a redução do IVA dos bilhetes para 6 por cento e a reformulação do regulamentos das equipas B.