Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública promete jornada de luta a 17 de março

A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública, estrutura da CGTP, anunciou esta sexta-feira uma jornada nacional de luta para 17 de março. Não avança os moldes, mas promete que, pelo menos, terá «expressão de rua» e será em Lisboa.

Reunida em plenário, a Frente Comum avaliou a situação dos trabalhadores da Administração Pública e, perante «a ausência de respostas do Governo» à proposta reivindicativa foi decidido fazer «um caminho de luta pela necessidade de negociação da nossa proposta reivindicativa comum que tem para nós questões essenciais, como a melhoria dos salários na Administração Pública para todos os trabalhadores, a correção da Tabela Remuneratória Única, a valorização das carreiras e a revogação do sistema de avaliação de desempenho que existe hoje, que é o SIADAP», assumiu, em conferência de imprensa, o dirigente sindical Sebastião Santana.

No plenário de ativistas, delegados e dirigentes sindicais foi decidido «realizar uma ação nacional de luta, em moldes a definir, no dia 17 de março, que vai envolver todos os sindicatos da Frente Comum».