Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão realiza-se de 31 de agosto a 9 de setembro 29

Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão realiza-se de 31 de agosto a 9 de setembro 30

O início de setembro representa para muitas pessoas o regresso das férias e a preparação para um novo ano escolar mas, em Vila Nova de Famalicão, estes são dias de grande animação com a Feira de Artesanato e Gastronomia, um evento que funciona como plataforma de encontro e convívio dos famalicenses, atraindo cada vez mais turistas.

De 31 de agosto a 9 de setembro, Vila Nova de Famalicão acolhe, assim, “a maior Feira de Artesanato e Gastronomia do Minho, que é inquestionavelmente um cartaz turístico-cultural de referência nacional, com um intenso e diversificado programa de animação popular”, como refere o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, na sua mensagem de apresentação do evento.

Trata-se da 35.ª edição da Feira, “35 anos de crescimento, consolidação e elevação da qualidade”, acrescenta o autarca.

À riqueza do artesanato nacional juntam-se os sabores inconfundíveis da gastronomia numa conjugação de saberes e sabores únicos e genuínos. No recinto do antigo campo da feira semana reúnem-se ao longo de dez dias mais de 100 artesãos – muitos deles a trabalhar ao vivo – representantes das várias regiões do país e perto de uma dezena de restaurantes e tasquinhas com as iguarias mais tradicionais. Por aqui, há ainda espaço para os produtores que trazem consigo os vinhos, queijos, presuntos e doces mais puros oriundos de todo o país.

É inegável o prestígio que o evento tem alcançado nos últimos anos, facto que Paulo Cunha atribui “à forte aposta da autarquia na organização e promoção da Feira, que tem levado a uma natural seleção do melhor e mais autêntico artesanato nacional a par dos mais genuínos sabores da nossa gastronomia”.

PIRUKA, AUGUSTO CANÁRIO, FOLCLORE E FADO

Este ano, a grande novidade da Feira de Artesanato e Gastronomia é a noite de 6 de setembro, dedicada à juventude com a participação do rapper “Piruka”. Para o presidente da Câmara Municipal a autarquia “tem tido a preocupação de atrair para ao certame as novas gerações de forma a transmitir-lhes tradições ancestrais”.

Para além do rapper “Piruka”, o evento garante animação diária e constante através da participação de quase três dezenas de artistas musicais, donde se destaca a presença de Augusto Canário & Amigos no dia 4 de setembro, os famalicenses Charles Band Dickens e Rosamate a 7, o projeto cultural Vozes do Minho e Costinha no dia 8, e o fado de Carina Amarante e Patricia Costa, a encerar a 9 de setembro. Pelo meio, haverá muita alegria com os ranchos folclóricos do concelho, as concertinas e os cantares ao desafio. Helena Fernandes com Banda Jazz e a Banda Medusa de Fradelos sobem ao palco no dia 3.

“São muitos e de grande qualidade, os artistas que vão animar a nossa Feira de Artesanato e Gastronomia”, sublinha Paulo Cunha, referindo que a autarquia “volta a apostar na prata da casa”.

Refira-se que o evento é de entrada livre.

Most Popular Topics

Editor Picks