Famalicense que causou lesões cerebrais por abanar filho fica em prisão domiciliária

A arguida podia optar, conforme deu a escolher o tribunal, por cumprir a pena na prisão e, quando cumprisse metade dessa pena, pedir a liberdade condicional, mas preferiu a prisão domiciliária.

Em qualquer das circunstâncias, à pena concreta desconta o tempo de prisão preventiva da mulher que é já de um ano e dois meses.

A arguida ficou inibida de exercer o poder paternal por 10 anos e do exercício de profissões em que tenha de lidar com crianças, tendo de pagar 20 mil euros à ofendida.

O coletivo de juízes deu por provada parcialmente a acusação contra esta mulher – uma costureira de 29 anos – por reincidir nos maus tratos à criança em ambiente hospitalar, depois de o fazer em Vila Nova de Famalicão.

De acordo com o processo, a arguida abanou o bebé “de forma violenta” com o alegado propósito de conseguir que parasse de chorar. Fê-lo ao longo de quatro dias de outubro de 2018, até lhe causar síndrome de bebé abanado (“shaken baby”).

A criança “sofreu traumatismos no cérebro, em consequência dos deslocamentos violentos deste contra as paredes do crânio, causados pela forma violenta como a arguida o abanou”, simplifica o Ministério Público (MP), na acusação.

Acrescenta que “depois de exames, de uma TAC [Tomografia Axial Computorizada] e ressonâncias magnéticas, os médicos confirmaram múltiplas lesões e hemorragias” na criança, que começou por ser levada a um centro de saúde, foi reencaminhada para o hospital local e transferida para os Cuidados Intensivos do hospital central de São João, no Porto.

A acusação dá nota de que a mulher voltou a agredir a criança, mais do que uma vez, na enfermaria do hospital de São João onde a menor foi internada.

Agrediu-a com palmadas violentas nas nádegas e chamou-lhe “demónio”, segundo o MP.

Ainda de acordo com o processo, no saco de maternidade da mulher foi encontrada, no dia em que o bebé teve alta no hospital de São João, “uma faca de cozinha, com comprimento total de 31 centímetros, sendo 20,5 centímetros de lâmina”.

O tribunal considerou que a arguida não agiu por “sentimentos de malvadez”, mas com o objetivo específico de que o bebé parasse de chorar.

A produção de prova neste julgamento foi feita em sessões à porta fechada, mas a juíza revelou, na leitura do acórdão, que a arguida negou os factos, mas, acrescentou, “não convenceu o tribunal”.

A criança foi entregue a uma família de acolhimento.

Famalicão: Bombeiros e Cruz Vermelha socorrem feridos de choque frontal em Ribeirão

Os Bombeiros Voluntários de Famalicão e a Cruz Vermelha foram acionados, cerca das 19h30 desta quinta-feira, para socorrer eventuais vítimas acidente de viação, na vila famalicense de Ribeirão.

O sinistro, um choque frontal entre duas viaturas, ocorreu na Rua Camilo Castelo Branco.

Ao que a Cidade Hoje apurou, há registo de pelo menos dois feridos, sendo que um deles teve que ser desencarcerado.

A GNR tomou conta da ocorrência.

 

Famalicão: Teatro Narciso Ferreira integra IV Ciclo de Conferências do Museu da Indústria Têxtil

O Teatro Narciso Ferreira (TNF), em Riba de Ave, faz parte do programa de visitas do IV Ciclo de Conferências “Novos contributos para a história industrial portuguesa” organizado pelo Museu da Indústria Têxtil, que decorre entre 15 de outubro a 3 de dezembro em vários locais da região Norte.

Alvo de um profundo processo de reconstrução e reequipamento pelo Município de Vila Nova de Famalicão, o TNF está há alguns meses em pleno funcionamento, assumindo-se como um polo de dinamização artística naquela zona do concelho que confronta com os territórios vizinhos de Guimarães e Santo Tirso.

O IV Ciclo de Conferências do Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave (MITBA) terá três sessões, divididas pelos dias 15 de outubro, 12 de novembro e 3 de dezembro. Casa sessão decorre na tarde destes dias, a partir das 15 horas, no MITBA, e inclui a visita guiada a um sítio de interesse patrimonial no final da conferência.

O ciclo começa com Mário Bruno Pastor, doutorando da Universidade Católica Portuguesa (Polo do Porto) e membro da Associação Portuguesa para o Património Industrial, que abordará a história da “A fábrica de lanifícios de Padronelo, em Amarante (1855-2022)”, a 15 de outubro, que inclui, no final, a visita ao Teatro Narciso Ferreira, na vila de Riba de Ave.

Famalicão: Outubro Rosa começa com caminhada

O Outubro Rosa, iniciativa anual que pretende sensibilizar e informar sobre o cancro da mama, é organizado pelo Movimento Vencer e Viver e pela Associação de Voluntariado Hospitalar, com o apoio do Centro Hospitalar do Médio Ave, da Câmara Municipal e do Parque da Devesa.

Na manhã deste sábado, com saída às 9h30 – do átrio do hospital até ao Parque da Devesa – decorre a Caminhada Rosa, com um custo de 5 euros (oferta de t-shirt e água). No dia 29 do mesmo mês, o Centro Pastoral de Santo Adrião, recebe o Jantar Rosa. Tem um custo de 25 euros.

Mais informações, através do 917 851 581 (José Luís), 911 141 498 (Conceição) ou voluntariado.hfamalicao@chma.min-saude.pt

Famalicão: Árbitro da AF Porto no Famalicão x Boavista

Gustavo Correia, árbitro da AF Porto, é o escolhido para dirigir o jogo entre o FC Famalicão e o Boavista, da oitava jornada da Liga Bwin, na noite de domingo, no Estádio Municipal.

Tiago Costa e Inácio Pereira são os assistentes, enquanto que Carlos Macedo é o quarto árbitro.

André Narciso e André Campos estão no VAR/AVAR

IPCA dá boas-vindas aos novos estudantes dos CTeSP

O IPCA recebe, nos dias 3 e 4 de outubro, os novos estudantes dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP), com o Welcome IPCA CTeSP 2022/2023.

O objetivo é a integração e o acolhimento dos recém-chegados estudantes na instituição e na região, numa organização conjunta do IPCA e da Associação Académica. As iniciativas irão decorrer em simultâneo no Campus em Barcelos e nos cinco Polos onde são lecionados os CTeSP (Braga, Esposende, Guimarães, Vila Nova de Famalicão e Vila Verde).

Os estudantes vão ser recebidos institucionalmente, em sessões de boas-vindas com a presença de órgãos dirigentes do IPCA, pela Associação Académica e por representantes das respetivas autarquias.

O Welcome IPCA inclui, ainda, visitas às instalações e momentos de convívio que irão potenciar a integração dos novos estudantes.

 

Famalicão: Município vai instalar painéis fotovoltaicos nas escolas

O Município de Famalicão vai dotar todas as escolas do concelho com painéis fotovoltaicos, que permitirão a «autonomização energética» dos estabelecimentos de ensino através de energias limpas.

O presidente da Câmara anunciou esta medida em defesa do ambiente esta terça-feira, aquando da sessão onde foram entregues as bandeiras eco-escolas a 57 estabelecimentos de ensino.

Ainda não é conhecido o plano para a colocação dos painéis fotovoltaicos, que vão transformar os raios solares em energia, mas Mário Passos diz que, dentro de alguns meses, 10 escolas vão receber os seus painéis. Progressivamente, chegará a todas.

«Quero que este processo contagie os famalicenses, para que possam fazer o mesmo, de forma muito abrangente. Também as empresas, que já estão a iniciar este processo, possam prosseguir com esta solução mais amiga do ambiente», desafia o autarca.