Famalicão: Viola e tenta matar companheira

Um indivíduo, de 37 anos, residente em Famalicão, foi acusado pelo Ministério Público de Guimarães dos crimes de violência doméstica e de tentativa de homicídio da companheira.

A vítima tinha dito, em julho de 2020, que estava cansada dos maus-tratos e ciúmes do companheiro. Queria o divórcio. Viviam juntos há sete anos e tinham uma filha em comum.

Segundo relata o Jornal de Notícias, no dia 5 de julho de 2020, quando a mulher regressou a casa do trabalho (cozinheira num restaurante), eram cerca das 3 horas da madrugada, o companheiro, que estaria alcoolizado, acusou-a de o ter traído. A mulher negou, mas ele agarrou-a, despediu-a e violou-a durante cerca de quatro horas. O pior não terá acontecido naquela hora porque uma vizinha ouviu barulhos.

A vítima regressou ao trabalho e, cerca das 19 horas, o homem foi ao local de trabalho com o pretexto de que queria falar com ela. A mulher recusou, mas ele acabou por entrar por uma porta reservada aos funcionários. Com uma faca, de 19 centímetros, acabou por lhe dar sete golpes. Valeu a intervenção do proprietário do restaurante que o agarrou e chamou as autoridades e o INEM.

O agressor acabou em prisão preventiva, mas já saiu para integrar, em regime de permanência, um centro terapêutico para tratamento ao álcool.