Famalicão: Sónia Guimarães reside em Binzhou e é a primeira responsável pelo estreitar de laços com Famalicão

Sónia Guimarães reside, desde 2017, em Binzhou e é a primeira responsável pelo estreitar de laços entre esta cidade chinesa e Famalicão.

A cooperação entre os dois territórios foi impulsionada por esta famalicense, natural de Antas, que em 2017 partiu rumo à cidade de Binzhou, para liderar um projeto na empresa chinesa Loftex e onde desempenhou funções de responsável de inovação. Desde 2018, integra os quadros da Huafang CO., Ltd, empresa estatal chinesa, desempenhando funções na área do desenvolvimento de produto como Creative Director. Sónia Guimarães faz parte da rede Famalicenses no Mundo e tem contribuído ativamente para estreitar laços de amizade entre as cidades de Famalicão e Binzhou.

Na manhã desta quarta-feira, Famalicão e a cidade chinesa de Binzhou deram os primeiros passos para essa cooperação mais estreita em vários domínios. O selo do memorando de entendimento decorreu, em formato digital, entre os principais responsáveis das duas cidades.

Na ocasião, o presidente da cidade de Binzhou, Zhang Baoliang, enalteceu o «potencial industrial» de Vila Nova de Famalicão, designadamente nos setores têxtil, componentes para automóveis, agroalimentar e metalomecânica, como importante para a estratégia de desenvolvimento de Binzhou.

Para Zhang Baoliang, apesar dos milhares de quilómetros que separam as duas cidades, «a distância não é um obstáculo e não pode separar as duas cidades amigas». O responsável de Binzhou espera «estreitar cada vez mais os laços de cooperação com Famalicão, numa atitude de ‘win-win’, dando as mãos e envolvendo as pessoas de ambas as cidades para se relacionarem entre si e se comprometerem com esta cooperação e esta amizade que se deseja que seja longa».

Também Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Famalicão, manifestou a vontade de «estreitar laços e criar relações de confiança» entre os dois territórios. «Depositamos grande expetativa no memorando que hoje subscrevemos e na relação que agora iniciamos com Binzhou, porque acreditamos que, com esta proximidade, ambos os territórios podem crescer», sublinhou o autarca de Famalicão.

De acordo com o documento assinado, é intenção das duas cidades, levar a cabo intercâmbios e cooperação em áreas diversas, designadamente comércio, investimento, têxteis, agroalimentar, metalomecânica, automóvel, economia circular e saúde. Pretendem igualmente reforçar os laços culturais e a promoção da indústria do turismo como setor fundamental do desenvolvimento económico e o estabelecimento de contactos regulares entre os governantes de ambas as cidades em áreas relevantes da administração.