Famalicão: Sindicato denuncia falta de equipamento nos centros de saúde para evitar contágio pelo coronavírus

O Sindicato Independente de Todos os Enfermeiros Unidos (SITEU) diz que há falta de equipamentos nos centros de saúde do norte do país, com o concelho de Famalicão incluído, para evitar o contágio pelo coronavírus/Covid 19.

«Em Famalicão, numa unidade de saúde para 7.300 utentes, têm disponíveis três ‘kits’ de EPI para 16 profissionais de saúde», denuncia o Sindicato.

Segundo o recém-criado sindicato dos enfermeiros, em declarações à Agência Lusa, os «equipamentos de Proteção Individual (EPI) estão a ser distribuídos de forma racionada e em escassa quantidade na maioria das unidades de saúde e os ‘kits’ que estão a ser distribuídos são semelhantes aos que foram usados para a gripe A, mas são poucos os que chegam completos, com farda, luvas de cano alto, proteção de pés até aos joelhos, máscara P2 e óculos».

Contactada pela Lusa, fonte da Administração Regional de Saúde (ARS) garante que há «concursos a decorrer para aquisição de equipamento de proteção individual. Estamos a trabalhar para que o ‘stock’ seja o ideal para responder em caso de necessidade», respondeu.