Famalicão: Salvador Sobral, teatro para bebés e tráfico de mulheres na programação da Casa das Artes

O concerto de Salvador Sobral é o destaque na programação de novembro da Casa das Artes. A par deste espetáculo, a 27 de novembro, destaca-se o regresso do teatro para bebés e o espetáculo documental a partir de relatos de mulheres traficadas, numa encenação de Manuel Tur.

Salvador Sobral apresenta o seu mais recente álbum de estúdio “bpm”, no dia 27 de novembro. Este trabalho, lançado em maio, assinala a primeira vez que Salvador Sobral se aventura na edição de um disco composto inteiramente por originais de sua autoria, em parceria com Leo Aldrey.

A programação arranca, no dia 5, às 21h30, com a estreia de Aldara Bizarro: Somos Nós, um projeto de experimentação e criação artística na área de dança em cruzamento com vídeo em contexto escolar para alunos do 10º ano.

Trata-se de uma ação de criação de Aldara Bizarro que se insere no projeto Há Cultura | Cultura para Todos, promovido pelo Município de vila Nova de Famalicão e cofinanciado pelo Norte 2020, através do Fundo Social Europeu (FSE).

Somos Nós, é um projeto que se desenvolve com alunos do Agrupamento de Escolas D. Sancho I e com um grupo de profissionais de dança contemporânea, de vídeo e de música, que tem como objetivo apresentar a diversidade cultural que existe na escola, no sentido de alargar o conhecimento e de poder fruir da riqueza do que cada um traz de diferente.

No dia 6 de novembro, com sessões às 11h00 e às 15h00, no Pequeno Auditório, tem lugar O Portal Encantado, teatro para bebés, dos 6 meses aos 4 anos, com direção de Creuza Borges.

O teatro para bebés regressa a 27 de novembro, também com sessões às 11h00 e 15h00, desta feita com Capuchinho, com encenação de Paulo Lage, coreografia de Elsa Madeira, interpretação de Cheila Lima, Duarte Melo e Sofia Loureiro.

O Circo Contemporâneo também está de regresso com a estreia Memória, uma coprodução Instituto Nacional de Artes do Circo, Casa das Artes, para ver nos dias 12 e 13 de novembro, às 21h30, no Grande Auditório.

MULHERES – TRÁFICO, um espetáculo documental a partir de relatos de mulheres traficadas e com encenação de Manuel Tur, vai a cena nos dias 18 e 19 de novembro, às 21h30, no Grande Auditório. No dia 18, há sessão para escolas, às 15h00.

Após a peça haverá uma conversa com a participação do encenador e do elenco.

A música erudita regressa no dia 26 de novembro, às 21h30, no Grande Auditório, com o Concerto de Piano de Bruno Gomes.