Famalicão: PS diz que obras na Secundária de Joane não começaram mais cedo por causa da autarquia

A concelhia do Partido Socialista congratula-se com o arranque da reabilitação da Escola Padre Benjamim Salgado, em Joane, e lembra que a responsabilidade financeira é do Governo e da autarquia famalicense «e não apenas da autarquia».

Os socialistas reconhecem que as obras na referida escola já são necessárias há muito tempo, «e não se iniciaram bem antes por exclusiva decisão dos responsáveis políticos da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão», acusam os socialistas.

O PS de Famalicão, liderado por Eduardo Oliveira, sublinha que em 2019, em Vila Real, foram assinados os contratos de colaboração entre o Ministério da Educação e os municípios com obras nas escolas e acusa a Câmara de não ter comparecido a essa cerimónia.

Em comunicado, o PS recorda que há muito estava prevista uma verba de 2,2 milhões de euros para a realização das obras. Valor que está relacionado com a reprogramação dos fundos comunitários do Portugal 2020, que atribui 90 milhões de euros para a intervenção em 52 escolas da região Norte, incluindo a Benjamim Salgado.