Famalicão: Prisão preventiva para suspeita da morte de empresário

A suspeita do homicídio de um empresário de Oliveira São Mateus, em julho do ano passado, vai ficar em prisão preventiva, assim determinou um juiz do Tribunal de Guimarães.

O crime ocorreu na noite de 22 para 23 de julho, no interior da residência de Joaquim Sousa da Costa, de 50 anos.

A mulher, de 47 anos, também residente em Oliveira S. Mateus, era funcionária da vítima. Naquela madrugada, a suspeita entrou na casa, que conhecia bem, e tentou levar dinheiro, mas terá sido surpreendida por Joaquim Costa. Reagiu com agressividade e desferiu-lhe várias facadas no peito, que se revelaram fatais.