Famalicão: Paulo Cunha não revela se é candidato

Paulo Cunha ainda não decidiu da sua recandidatura ao terceiro mandato à frente dos destinos do concelho.

Ao final da manhã desta segunda-feira foi formalizado novo acordo eleitoral entre o PSD e o CDS-PP, que existe desde 1997, mas os dois partidos não apresentaram aos jornalistas o candidato desta plataforma eleitoral, designada «Mais Ação. Mais Famalicão».

Instado sobre se se recandidatava a novo mandato, Paulo Cunha sinalizou que os momentos difíceis provocados pela pandemia obrigam a uma atenção redobrada no exercício autárquico. Assume que está numa fase de reflexão.

Também o candidato à Assembleia Municipal ainda não está escolhido. Recorde-se que o titular do cargo tem sido Nuno Melo, do CDS-PP.

O acordo assinado entre Paulo Cunha e Ricardo Mendes, líderes das concelhias do PSD e CDS, respetivamente, é igual aos demais que deram, a partir de 2001, maiorias absolutas a estes dois partidos.