Famalicão: O espírito natalício chega ao final da tarde desta sexta-feira

Apesar da pandemia covid-19, que coloca várias restrições, VN Famalicão prepara-se para ser o “Lugar do Natal”. Além da iluminação e da música ambiente da época, a árvore de Natal volta a encantar todos quantos passam pela Praça D. Maria II, local onde estará também instalada a Cabana Solidária do Pai Natal que, a partir do dia 12 de dezembro, volta a apelar ao espírito solidário dos famalicenses.

As luzes de Natal são ligadas ao final da tarde desta sexta-feira e vão abranger as principais ruas da cidade, assim como as vilas de Ribeirão, Joane e Riba de Ave, num investimento municipal que ronda os 100 mil euros.

Para dezembro está agendado um ciclo de concertos de Natal organizado com o apoio da Comunidade Paroquial de Santo Adrião, que vão decorrer na Igreja Matriz Antiga, com entrada livre, lotação limitada e seguindo as orientações da Direcção-Geral de Saúde.

O mais famoso tenor português da atualidade Carlos Guilherme, as fadistas Teresa Tapadas e Patrícia Costa, o Grupo Etnográfico Rusga de Joane e os jovens músicos profissionais da ArtEduca são alguns dos protagonistas deste ciclo de concertos que arranca no dia 4 e termina no dia 27 de dezembro.

«Este será um Natal muito diferente, mas isso não nos deve fazer esmorecer. Temos que viver a vida possível, desfrutar do que é possível, com responsabilidade e respeito pelos outros», refere Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal.

Mesmo sem algumas das principais atrações que todos os anos compõem a campanha de Natal promovida pela autarquia e pela Associação Comercial e Industrial, Famalicão não deixará de ser o “Lugar do Natal”.